Recordista mundial, britânica pode não correr a maratona no domingo

Paula Radcliffe revelou neste domingo que tem uma lesão no pé e, por isso, pode abrir mão da disputa

AE, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 06h16

LONDRES - Um dos grandes nomes do esporte britânico, Paula Radcliffe pode não conseguir disputar a maratona dos Jogos Olímpicos de Londres, no próximo domingo, 5. Detentora do recorde mundial da distância desde 2002, ela revelou neste domingo que tem uma lesão no pé e por isso pode abrir mão de disputar a Olimpíada na cidade onde marcou a melhor marca do mundo.

"(As coisas) não parecem ir bem, mas meu coração quer mudar isso", escreveu Radcliffe, em seu Twitter. De acordo com a imprensa britânica, a maratonista sofreu a lesão durante os treinos do mês passado. O Comitê Olímpico Britânico e a confederação local de atletismo afirmaram que aguardam uma resposta dela quanto à sua participação na prova.

Desde que foi campeão mundial em 2005, a maratonista conviveu com constantes lesões, que impediram novos resultados significativos. Três vezes campeã da Maratona de Londres e duas de Nova York, ela bateu o seu primeiro recorde em 2002, na capital inglesa, com a marca de 2min18s55.

No ano seguinte, conseguiu incríveis 2min15s25, novamente em Londres. Por isso, chegou como favorita à Olimpíada de Atenas, ainda que machucada. Correu no sacrifício até que não aguentou mais. Desistiu da prova, sentou na calçada e chorou copiosamente. Depois, em Pequim/2008, conseguiu apenas um 23.º lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.