Recuperado, Elano deve retornar ao time contra o Bahia

Meia deve jogar domingo, em Salvador, após ficar de fora nas derrotas para o Atlético-GO (0 a 2) e diante do Coritiba (2 a 3)

Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2011 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO / SANTOS

Recuperado do entorse no tornozelo esquerdo, Elano correu durante 40 minutos, além de treinar cruzamentos, ontem à tarde, no CT Rei Pelé, e deve voltar ao time contra o Bahia, domingo, às 18 horas, no estádio Pituaçu, em Salvador. O meia se contundiu, recebeu o terceiro cartão amarelo no clássico com o Corinthians e ficou fora nas derrotas para o Atlético-GO e Coritiba.

Com a expulsão de Pará e Edu Dracena contra a equipe paranaense, o técnico Muricy Ramalho terá de mudar a defesa e o meio-campo. Bruno Rodrigo será o zagueiro central, ao lado de Durval, enquanto Arouca deve ser deslocado para a lateral-direita, abrindo vaga para Elano no meio.

O treinador começou a armar o time ainda nos vestiários, depois do jogo de quarta-feira à noite, na Vila Belmiro. "Fiz um time ali (no vestiário), agora. Não podemos perder tempo", disse Muricy, lamentando os dois desfalques. "São dois jogadores importantes. Edu Dracena, por ser o capitão, e Pará, porque não tem um substituto pronto. O menino que chegou (Leandro Silva) ainda não está preparado".

O time para enfrentar o Bahia deve ter Rafael; Arouca, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Henrique, Elano e Ganso; Neymar e Borges. Dos jogadores titulares, só Rafael treinou em campo ontem à tarde. Os demais fizeram um trabalho regenerativo no Centro de Recuperação do CT Rei Pelé. Os reservas realizaram jogo-treino contra o sub 17.

Pênaltis. A falta de pontaria nas cobranças de pênalti é apontada como uma das causas para a fase ruim da equipe no Brasileiro. Em menos de um mês foram desperdiçados dois: a defesa de Felipe, do Flamengo, na cobrança com cavadinha de Elano, quando o Santos ganhava por 3 a 2, e o de Borges diante do Coritiba, quando o resultado parcial era de 2 a 2. "Borges não foi o responsável pela derrota. Ele fez os dois gols, é batedor oficial de pênaltis e perder acontece. Isso só aconteceu porque a fase é ruim", disse Muricy Ramalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.