Jonne Roriz/AE
Jonne Roriz/AE

Recuperar o equilíbrio é desafio do Corinthians para voltar à liderança

Jogadores acreditam que podem dar novas alegrias aos torcedores e confiam em vitórias

Fábio Hecico, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2011 | 03h04

SÃO PAULO - O Corinthians comemorou muito o ponto somado diante do São Paulo no Morumbi. Após nove jogos, finalmente sua defesa não sofreu gols - segurou o 0 a 0. Mas a realidade mostra algo bem diferente do sentimento de alegria que reina no clube desde quarta-feira à noite. São três jogos sem vitórias, a liderança se foi e o decantado equilíbrio de Tite há tempos não se vê.

No jogo diante do São Paulo, viu-se um Corinthians defensivo, sem esconder o esforço para somar um ponto. Diante do Bahia, os jogadores acreditam que voltarão a dar alegrias aos torcedores. Confiam na vitória e no resgate do futebol seguro atrás e preciso e objetivo na frente.

"Sem dúvida nenhuma hoje (quinta) teria gente no portão, pressionando e cobrando mais se tivéssemos perdido. Foi um empate aguerrido, mostrando a vontade desse grupo de sair dessa situação e voltar às vitórias. Foi o primeiro passo pensando em voltar à liderança", disse o zagueiro Paulo André, destaque diante do São Paulo e novo xodó de Tite, ainda mais com a contusão muscular de Castán. "A defesa é a espinha dorsal. No momento em que se começa a arrumar a casa lá atrás, as coisas começam a acontecer na frente.''

Paulinho, suspenso, não joga domingo. A dúvida de Tite: Edenilson, para manter o time com dois marcadores, ou Danilo, para ter mais força ofensiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.