Reeleição de Nuzman não foi unânime

Luís Manoel da Fonseca Barreto, presidente da Confederação Brasileira de Badminton, disse que não compareceu à eleição, que reelegeu Carlos Arthur Nuzman presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). O dirigente afirmou que esta foi uma forma de protesto por não ter recebido uma cota de R$ 25 mil. Outro que esteve ausente foi Bruno Caloi, do ciclismo. João Havelange, um dos sete membros natos do COB, também não compareceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.