Reprodução Twitter do Inter
Reprodução Twitter do Inter

Reforço do Inter, Galdezani rompe ligamento do joelho e para por sete meses

Volante de 26 anos se lesionou nesta segunda-feira, quando seria oficialmente apresentado

Redação, Estadão Conteúdo

14 de janeiro de 2019 | 19h05

O início de trajetória de Matheus Galdezani pelo Internacional definitivamente não aconteceu como esperado. Nesta segunda-feira, momentos antes de sua apresentação oficial como reforço, o volante sofreu uma grave lesão no joelho, que o afastará dos gramados por um longo período.

Galdezani fazia seu primeiro treino ao lado dos novos companheiros no CT do Parque Gigante. Logo no início do trabalho, o jogador de 26 anos prendeu o pé direito no gramado, torceu o joelho e caiu, acusando muitas dores. Precisou ser amparado pelos médicos para fora de campo e não voltou mais à atividade.

Submetido a exames, Galdezani viu o temor virar realidade com a constatação da lesão. O jogador sofreu um rompimento no ligamento cruzado anterior do joelho direito, precisará ser submetido a cirurgia e estará longe do futebol pelos próximos sete meses. Por causa da lesão, sua apresentação foi cancelada.

Diante desta infelicidade do jogador, o Internacional manifestou seu apoio através das redes sociais. "Força, Galdezani! A torcida colorada está contigo!", escreveu em sua página no Twitter.

Depois de atuar no Campeonato Brasileiro do ano passado pelo Atlético-MG, Galdezani foi contratado pelo Inter por empréstimo de um ano. Se de fato ficar afastado por sete meses, ele terá apenas cinco restantes dos 12 previstos no vínculo assinado na semana passada.

Além dele, o Inter contratou mais um volante para a temporada: Rodrigo Lindoso, vindo do Botafogo. O time gaúcho também já anunciou o lateral-direito Bruno e os atacantes Neilton, Guilherme Parede e Rafael Sóbis. Outro nome para o setor ofensivo, Tréllez deve ser oficializado em breve.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.