Regata Eldorado abre Semana de Vela

Com 121 barcos - 870 velejadores - a regata Eldorado FM/Alcatrazes por Boreste, abre neste sábado, a Semana de Vela de Ilhabela, a competição mais importante do calendário brasileiro. A frente fria trouxe ventos fortes de sudoeste o que exigirá mais das equipes. O tiro de largada da fragata "União", sob o comando do capitão de mar-e-guerra Marcos Nunes de Miranda, está previsto para às 10h. Além da "União", a Marinha do Brasil inscreveu quatro barcos na competição. A disputa entre o tetracampeão mundial da Classe Laser, Robert Scheidt, com o "ESPN Brasil", e o bicampeão da Semana de Vela, Mark Essle, com o "Telefônica Celular" é uma das principais atrações na regata de longa percurso organizada pelo Yatch Club de Ilhabela, com o apoio da Global Ocean Race e Semp Toshiba. Mark Essle, consultor de empresas que só veleja por prazer, passou o dia, hoje, estudando as previsões meteorológicas de três em três horas. "Calculo que, na hora da prova teremos vento no sentido noroeste. Nesse caso, faremos a rota pela costa", diz Essle. Para o velejador, o importante na Semana de Vela é a regularidade. "No ano passado não ganhei nenhuma regata mas fui o campeão, classificando bem nas cinco provas", lembra. Na regata de abertura, até a ilha de Alcatrazes, a equipe de Essle terminou em terceiro lugar. "É uma honra competir contra velejadores do calibre de Robert Scheidt, os irmãos Grael e outros. E, principalmente, conseguir vencê-los como já fiz duas vezes", diz. Este ano, com o apoio da Telefônica, ele reformou o barco de 30 pés, comprando velas novas e fazendo reparos. "Os barcos menores levam alguma desvantagem no final da regata quando o vento é menor. Mas, este ano, como a prova terminará na ponta sul, sem entrar no canal, evitaremos a loteria das últimas milhas". O "Sorsa", da equipe Telemar de Iatismo, é outro competidor de respeito na categoria IMS, a mais veloz, com três campeões olímpicos: Torben Grael, Eduardo Penido e Lars Grael. E ainda Alan Adler e Clínio Freitas. O velejador Eduardo souza Ramos estará inaugurando o "Mitsubishi", de 43 pés, desenhado prelo projetista Bruce Farr. Da equipe faz parte o campeão mundial Mario Buckup. A única mulher no comando de um veleiro é Lélia Winckler, responsável pelo "LéliaW/Bavária" que conta ainda com outra mulher, Beatriz Miller, trimmer do barco. O grupo Molson que adquiriu a Bavária, recentemente, tem tradição em investimentos esportivos na América do Norte. Segundo o capitão de fragata Luciano Lunardelli, que estará a bordo do "Brekelé", o "Sargaço", de 38 pés, sob o comando do aspirante Fábio Ricardo Fonseca dos Santos, comodoro do Grêmio de Vela da Escola Naval, é o veleiro da Marinha com mais chances na competição. Lunardelli lembra ainda que o "Albatroz" tem se mostrado competitivo em todas as provas que disputa. Outro veleiro da Marinha é o "Villegagnon". O barco "Vovó Zizinha", embora não seja da Marinha, foi inscrito pelo Grêmio Naval e conta com quatro aspirantes na tripulação. "O Yatch Club de Ilhabela está fazendo um trabalho cada vez melhor com esta Semana de Vela", diz o capitão de fragata Luciano Lunardelli. Os prêmios da regata Eldorado FM/Alcatrazes serão entregues domingo, às 17horas, na Race Village. As quatro regatas finais da Semana de Vela para veleiros das classes IMS, ORC, RGS, Bico de Proa e Multicasco serão disputadas de quarta a sábado da próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.