Remanescente de 99, Torrado diz que México 'vai longe'

O dia 4 de agosto de 1999 ficou marcado na história do futebol mexicano pela conquista da Copa das Confederações, em casa, com a história vitória por 4 a 3 na decisão diante do Brasil. Após 14 anos, o volante Gerardo Torrado segue vestindo a camisa da seleção e, desta vez, é ele quem vem ao Brasil para disputar a competição. E o experiente jogador, de 34 anos, garante: o time vai longe.

AE, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 14h17

"Não será fácil, mas a Copa das Confederações nunca é", declarou, em entrevista ao site da Fifa. "Você luta contra os melhores times do mundo e a competição é muito parelha. Tudo acontece ao mesmo tempo, acho que teremos alguns bons jogos. Acho que o México vai ter um bom desempenho e vamos o mais longe possível."

Mesmo 14 anos após a única conquista mexicana na Copa das Confederações, Torrado vê influência daquela seleção no atual cenário do futebol local. "Nos livramos do complexo de inferioridade que tínhamos. Hoje em dia os jogadores mexicanos sabem que podem competir e têm a confiança e a habilidade para obter o sucesso", avaliou.

Torrado é uma das principais lideranças dessa seleção mexicana, que estreia na Copa das Confederações diante da Itália, neste domingo, às 16 horas, no Maracanã. O México está no Grupo A da competição ao lado de italianos, japoneses e do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.