Remo: começa Sul-Americano na USP

A remadora Ana Luiza Lopes Pallassão, de 16 anos, é a caçula dos 25 atletas da equipe brasileira que disputa o Sul-Americano de Remo, amanhã e domingo, na Raia Olímpica da USP, em São Paulo. Vai remar no barco da categoria double skiff peso leve, em parceria com Fabiane Beltrame - a primeira mulher do Brasil a ir a uma Olimpíada, no ano passado -, que será disputada domingo. Neste sábado, a partir das 9 horas, serão realizadas nove finais. A Raia da USP é considerada a mais moderna da América do Sul. Serão cerca de 300 atletas de 12 países. Ana começou a remar aos 12 anos, quando chegou ao clube Paulistano, em São Paulo, disposta a freqüentar a natação. "Abriu uma vaga na turma do remo e eu vim à raia para fazer uma aula. Decide experimentar, mas foi paixão à primeira vista", comenta a atleta, de 1,70 e apenas 57 quilos, que planeja fazer uma carreira na modalidade. "Nos três primeiros anos fiz um trabalho de base muito consistente, sem entrar na fase competitiva", afirma Ana, que tinha patrocínio dos pais dentistas, Wilson e Ana Maria. Os resultados começaram a aparecer em 2004, quando foi campeã paulista, seu primeiro título. Nessa temporada estréia na seleção. "A seletiva do Rio me surpreendeu, mas estou no peso leve, que tem meninas mais velhas e espero aprender." Gosta de remar solitária na classe single skiff, mas está obtendo um bom entrosamento com Fabiane Beltrame no barco de dupla. Quando pensa no futuro compara a carreira com um jogo de videogame, mania de sua geração. "Quem joga sempre quer passar por todas as fases. E não desiste antes disso, até chegar ao ponto máximo que, no caso do remo inclui a disputa de um Pan-Americano e uma Olimpíada." Apesar da carreira no esporte, Ana, que está no segundo ano do ensino médio, quer fazer odontologia, e garantir um futuro também longe do esporte. O irmão de Ana, João Pallassão, de 18 anos, é o caçula entre os homens. Também estreante na seleção brasileira que está se preparando para o Pan-Americano do Rio, em 2007, remará na prova que abre as finais de amanhã, às 9 horas, na categoria single skiff júnior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.