Remo luta para conseguir R$ 300 mil

Conseguir R$ 300 mil é atualmente a principal preocupação para a seleção brasileira de remo, que participará dos torneios Pré-Olímpicos Latino Americano, em El Salvador, em maio, e Europeu, na Suíça, em junho. O dinheiro é necessário para custear a viagem da equipe e não prejudicar o planejamento do grupo até o final do ano. "Estamos crescendo e trabalhando, mas não sei se o Brasil pode nos dar o suporte necessário", disse Ibarra, se referindo ao Governo brasileiro e elogiando o trabalho desenvolvido pela Confederação Brasileira de Remo (CBR) e o Comitê Olímpico Brasileiro (COB). "Para ganhar, todo atleta precisa estar bem vestido e dormindo em bons hotéis. E temos que começar a ganhar agora. Em 2007 (ano dos Jogos Pan-Americanos no Rio) pode chegar todo o dinheiro que quiser que não vai adiantar. É preciso investir já." O presidente da CBR, Rodney Bernardes de Araújo, explicou já ter apresentado ao Ministério do Esporte um projeto para a viabilização dos recursos e disse aguardar uma resposta. Assegurou que os atletas vão participar das duas competições mas, se não houver o auxílio do Governo, o planejamento de 2004 será alterado. "Se não conseguir o dinheiro do Governo, serei obrigado a usar os recursos da Lei Piva", contou o presidente da CBR. "E o dinheiro da Lei Piva estava previsto para ser investido em outros projetos e não poderei cumprir toda a programação." Apesar dos problemas, o técnico da seleção elogiou o nível dos atletas brasileiros e se mostrou surpreso com suas performances. Nesta sexta-feira, na sede da CBR, na Lagoa, ele informou o nome dos remadores que atualmente são os titulares do Brasil. Anderson Nocetti e Fabiana Beltrame foram os escolhidos para os barcos Single Skiff masculino e feminino. Já a tripulação do Double Skiff Peso Leve masculino e feminino é formada por: Thiago Gomes e José Carlos Sobral Júnior, e Marilene Barbosa e Ana Carolina Custódio, respectivamente. Mas Ibarra ressaltou que até o dia 19 de abril, data final para a inscrição no Pré-Olímpico de El Salvador, o grupo poderá ser alterado e os remadores reservas poderão assumir o posto de titular. A remadora paulista Monica Anversa, por exemplo, ainda está brigando pela vaga no Single Skiff. "Para a minha sorte a seleção está respondendo bem aos treinamentos, principalmente, porque usei os parâmetros de exigências utilizados pelos melhores países deste esporte", explicou Ibarra. "Mas sabemos que obter logo resultados é difícil. Por isso, iniciamos um projeto para o Pan de 2007 e a Olimpíada de 2008 (na China)." Além do Pré-Olímpico de El Salvador, Ibarra ainda prepara outro barco para a disputa européia. O técnico da seleção ainda não decidiu qual será a formação e quais os remadores que participarão da competição. Alexandre Soares, Allan Bittencourt, Armando Max, João Soares Júnior, José Rodrigo Rangel, Gibran Cunha e Marcelu Marcili disputam as vagas para formar a tripulação de um barco: Four Skiff, Double Skiff ou Dois Sem Masculino. "Ainda estou fazendo testes com esses atletas para saber qual a melhor formação."

Agencia Estado,

19 de março de 2004 | 18h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.