Chris Young/AP Photo
Chris Young/AP Photo

Renan Barão vence e mantém cinturão interino do UFC

Brasileiro derrota o norte-americano Eddie Wineland no UFC 165, realizado em Toronto no Canadá

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 09h40

TORONTO - O brasileiro Renan Barão defendeu com sucesso o cinturão interino do peso galo do UFC, a maior organização de artes marciais mistas do mundo. Na noite de sábado, ele derrotou o norte-americano Eddie Wineland no UFC 165, realizado em Toronto no Canadá, em luta definida no segundo round, por nocaute técnico, com um chute rodado e socos.

Esta foi a segunda defesa de título de Barão entre os pesos galos. O norte-americano Dominick Cruz é dono do cinturão dos pesos galos, mas não luta desde outubro de 2011 por causa de lesões. Assim, o UFC colocou em disputa um cinturão interino, de posse do brasileiro desde 21 de julho de 2012, quando venceu o norte-americano Urijah Faber. E a expectativa com a nova vitória do brasileiro é para que um combate pela unificação dos títulos do peso galo seja realizado em 2014.

"Falei que esse cinturão era meu, pode vir o Dominick Cruz, pode vir qualquer um que eu vou defendê-lo. Este chute não costumo nem fazer nos treinamentos, pois machuca muito os companheiros. Mas gosto de tentar ele nas lutas e hoje deu certo", disse Barão. Na noite de sábado, Barão e Wineland fizeram uma luta equilibrada no primeiro round. No segundo, porém, o brasileiro acertou o chute rodado que garantiu a sua vitória apenas 25 segundos depois do início do assalto. ]   Na principal luta do UFC 165, o norte-americano Jon Jones defendeu pela sexta vez o cinturão dos meio-pesados ao vencer o sueco Alexander Gustafsson por decisão unânime dos árbitros com as avaliações 48 a 47, 48 a 47 e 49 a 46. Assim, ele atingiu o recorde de defesas da categoria, superando a marca anterior que era do norte-americano Tito Ortiz. "Tenho que dar um tempo após esta luta. Foi chocante o que aconteceu, não fiquei satisfeito. Trabalhei muito o meu boxe, mas parece que não foi suficiente. Preciso trabalhar mais, melhorar meu jogo", comentou Jon Jones.

Três brasileiros entraram em ação nas lutas preliminares do UFC 165. Entre os pesos galo, Wilson Reis derrotou o salvadorenho Ivan Menjivar por decisão dos árbitros. Já entre os leves, Reneé Forte foi nocauteado pelo canadense John Makdessi, enquanto Michel Prazeres venceu o canadense Jesse Ronson por decisão dos juízes. O próximo evento do UFC será em Barueri, no dia 9 de outubro. A principal luta do evento será entre dois meio-médios: o brasileiro Demian Maia e o norte-americano Jake Shields.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.