Renato culpa mudança de estilo por empate do Grêmio e pede calma com Barrios

O técnico Renato Gaúcho apontou a mudança de estilo de jogo do Grêmio como fator primordial para o time apenas empatar por 1 a 1 com o Veranópolis, no último domingo, em casa, pela oitava rodada do Campeonato Gaúcho. O treinador criticou os jogadores por buscarem excessivamente o centroavante Lucas Barrios através de cruzamentos e lançamentos ao invés de valorizarem a posse de bola e apostarem na troca de passes para envolverem o adversário.

Estadao Conteudo

20 de março de 2017 | 11h18


"Tem certas coisas difíceis de explicar. Chamei a atenção para entrarem ligados. Eles exageraram nesse sentido, procuraram demais o Barrios. Não estamos acostumados a jogar dessa forma. Estamos acostumados a trabalhar a bola. Insistimos muito nos cruzamentos", disse.


O jogo com o Veranópolis foi o primeiro de Barrios como titular do Grêmio. O atacante teve atuação apagada e ainda deixou o duelo com dores na coxa direita, sendo substituído por Everton. Renato pediu calma com adaptação do jogador ao time.


"Estamos soltando aos poucos. O último jogo em que havia começado foi em outubro. Como vou colocar de cara, sem o conhecimento do time e dos companheiros? Daqui a pouco machuca. O Barrios por estar sem ritmo, no início do primeiro tempo sentiu o adutor. A gente foi conversando, procurando deixá-lo mais próximo da área. A dor aumentou, ele sentiu uma lesão", afirmou.


Com o empate, o Grêmio está em terceiro lugar no Campeonato Gaúcho com 13 pontos. O time volta a jogar na próxima quarta-feira, quando vai visitar o líder Novo Hamburgo, que soma 18 pontos, no Estádio do Vale.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.