Renato festeja vaga, mas critica chances perdidas pelo Grêmio

"O que valeu foi o resultado". Foi assim que um exigente Renato Gaúcho definiu a atuação do Grêmio no jogo em que o time gaúcho assegurou a classificação às semifinais da Copa do Brasil, na última quarta-feira, com o empate por 1 a 1 com o Palmeiras no Allianz Parque - havia vencido o jogo de ida, em Porto Alegre, por 2 a 1.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2016 | 11h06

Renato não escondeu a sua insatisfação com o desempenho da sua equipe, que foi dominada no primeiro tempo e ficou em desvantagem com o gol marcado por Thiago Martins. Depois, na etapa final, a estrela do treinador brilhou quando Everton, que iniciou o duelo no banco de reservas, marcou o gol de empate.

O que mais irritou Renato foram as chances de gol desperdiçadas pelo Grêmio, especialmente após o Palmeiras ficar com dez jogadores, por causa da expulsão de Allione, correndo riscos de não avançar na Copa do Brasil. Assim, prometeu cobrar os seus jogadores.

"Vou conversar em Porto Alegre, vou dar um puxão de orelhas. Não podemos dar este mole. Tivemos chances de matar e não fizemos. A bola pune e podíamos ter colocado tudo a perder", disse o treinador.

Nas semifinais da Copa do Brasil, o Grêmio terá pela frente o Cruzeiro. O próximo compromisso do time será pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, o time vai receber o rival Internacional em clássico pela 32ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.