Renato Galvão conquista Supersurf 2004

O surfista Renato Galvão, de Ubatuba, conquistou o título brasileiro do SuperSurf 2004, neste sábado, na praia de Itaúna, em Saquarema (RJ), mesmo sem entrar na água. Galvão, de 22 anos, foi beneficiado pela eliminação de Odirlei Coutinho, também de Ubatuba, que perdeu a bateria contra o carioca Simão Romão, por 13,57 a 10,33 pontos. Depois da desclassificação do carioca Leonardo Neves, na sexta-feira, Coutinho era o único que ainda tinha chances de brigar pelo título contra Galvão. O SuperSurf 2004 é a principal conquista na carreira de Renato Galvão, que se profissionalizou em 2001 e venceu o Campeonato Paulista Iniciante em 1996 e o Paulista Mirim em 1998. O surfista ainda luta pela conquista do título da etapa de Saquarema - amanhã, desafia o baiano Flávio Costa, nas quartas-de-final. O dia em Itaúna começou com a disputa das quatro últimas baterias masculinas das oitavas-de-final, adiadas de sexta-feira em razão do mau tempo. No primeiro duelo, Coutinho foi eliminado por Romão, e entregou o título do SuperSurf 2004 para Galvão, que já estava classificado para as quartas-de-final. Além da definição do vencedor, um dos destaques do dia foi o catarinense Diego Rosa, revelação que veio dos torneios qualificatórios, e avançou para as quartas-de-final, quando enfrentará o também catarinense Andreas Eduardo. Rosa já havia eliminado o atual bicampeão brasileiro, Leonardo Neves, na sexta-feira, e no sábado passou pelo favorito Fábio Gouveia, por 14 pontos a 9. Feminino - A cearense Silvana Lima e a paulista Suelen Naraisa decidem neste domingo o título feminino do SuperSurf 2004. As surfistas estão classificadas para as semifinais: Silvana enfrentará a carioca Andréa Lopes, já Naraisa tentará a sorte contra a carioca Taís de Almeida. Quem for eliminada primeiro, dá o título para a adversária, mas há grandes chances de se enfrentarem na final. Como as disputas femininas haviam sido adiadas em razão do mau tempo, as competidoras enfrentaram duas baterias hoje. Silvana Lima passou, sem dificuldades, pela paulista Cláudia Gonçalves e pelas potiguares Viviane Maria e Alcione Silva - que foi sua rival novamente nas quartas-de-final e perdeu por 4,96 pontos a 12,27. Suelen Naraisa teve mais trabalho. Ficou em segundo lugar na bateria contra a carioca Alessandra Vieira, a paranaense Michaela Fregonese e a catarinense Marina Werneck, mas passou à fase seguinte. Nas quartas-de-final, Naraisa pegou Alessandra mais uma vez e ganhou por 11,93 pontos a 4,8.

Agencia Estado,

16 de outubro de 2004 | 16h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.