Renault:fora também se as regras não mudarem

Depois de Toyota, Red Bull e Ferrari, ontem foi a vez de a Renault anunciar que não vai se inscrever para disputar a Fórmula 1 em 2010 se a FIA não rever o regulamento imposto por seu presidente, Max Mosley. De repente, várias equipes ameaçam cair fora da Fórmula 1, dentre elas até a de maior tradição no Mundial, a Ferrari. Por qual razão? Acesse e confira mais informações da Fórmula 1 no canal especialMosley defende há tempos redução drástica nas despesas das equipes. "Tenho informação de que mais dois ou três times podem desistir da Fórmula 1", disse o dirigente, antes ainda da recente avalanche de anúncios. Referia-se à impossibilidade financeira dessas escuderias de se sustentarem. Para mudar o regulamento, as propostas vêm do Grupo Técnico de Trabalho ou Grupo Esportivo de Trabalho e seguem para a Comissão de Fórmula 1. Tudo é decidido na base do voto e por maioria simples. A seguir vão para o Conselho Mundial da FIA aprovar ou não.Mosley arbitrariamente decidiu passar por cima de tudo isso em que as equipes têm representação e impôs limite de orçamento de £ 40 milhões já para 2010. Mais: quem aceitar terá uma série de vantagens técnicas. Quem não concordar, sofrerá com severas restrições. Seria um duplo regulamento. As equipes reunidas na sua associação, a Fota, se sentem ofendidas nos direitos, por Mosley ignorar o procedimento de modificar as regras, não querem nem pensar em ver gente de fora verificando seus livros contábeis e, pior, dão risada do duplo regulamento. Os dois lados radicalizaram, Mosley e a Fota.Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais, costurou uma reunião entre ele, Mosley e representantes da Fota para os próximos dias. Não há outra saída: todos terão de ceder. O limite orçamentário deve ficar, mas em valores bem mais elevados, pelo menos quatro vezes a mais do que impôs Mosley, e controlado por uma empresa de auditoria independente. Mais: abandono do projeto de duplo regulamento. {HEADLINE}PONTOS DA DISCÓRDIA{TEXT} Limite de orçamento: FIA impôs £ 40 milhões (R$ 130 milhões). Fota até aceita teto de investimento, mas valor tem de ser bem mais alto, no mínimo quatro vezes. Regulamento duplo: Quem aceitar o limite terá importantes vantagens técnicas, como motor sem limitador de giros. Quem não aceitar, será prejudicado. Fota fechou questão: chance zero de passar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.