Repatriados superam os que saíram no fim da janela

Terminou ontem o prazo para transferências de jogadores envolvendo clubes europeus. Normalmente temida por treinadores brasileiros, que perdem seus bons jogadores nesse período, a "janela de inverno" (europeu) desta vez teve mais jogadores voltando ao Brasil do que migrando para o Velho Mundo. Levantamento em 13 grandes clubes brasileiros (12 da Série A e o Corinthians) mostra que 24 atletas voltaram ao País entre 1º de janeiro e ontem. Ao mesmo tempo, 13 atletas foram para o exterior. Os clubes europeus estão no meio da temporada e costumam contratar pouco nesta época do ano. As compras ocorrem mais no verão europeu - inverno brasileiro. Essa é uma das explicações.Mais uma vez, quem fez os melhores negócios foi o São Paulo. Vendeu o zagueiro Breno ao Bayern de Munique e o meia Souza ao Paris Saint-Germain. Faturou cerca de R$ 30 milhões com as duas transações. Por empréstimo, repatriou os cobiçados Adriano e Fábio Santos, além do não tão cobiçado assim Carlos Alberto. Todos por empréstimo de seis meses. O Palmeiras, com os milhões da Traffic, trouxe Diego Souza e Lenny, que estavam em Portugal, e só vendeu Caio. O Corinthians fez uma troca com o PSG: mandou Eduardo Ratinho e contratou Fabinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.