Resfriado derruba Flávio Saretta do Aberto da França

Um forte resfriado derrubou o tenista brasileiro Flávio Saretta do Torneio de Roland Garros, em Paris, o segundo Grand Slam da temporada. Nesta quarta-feira, o paulista jogava contra o russo Nikolay Davydenko, sexto melhor do mundo, e teve que abandonar a partida por causa de sua má condição física em quadra. "Ele me disse que estava muito doente desde ontem (terça) e que estava se sentindo muito fraco", disse Davydenko logo após a desistência do brasileiro. O russo vencia o jogo por 6/2 e 4/1 quando uma forte chuva caiu em Paris e interrompeu a rodada em Roland Garros. Cerca de uma hora depois, o mau tempo deu uma trégua, mas Saretta não conseguiu nem terminar o primeiro game após a paralisação por causa do resfriado. Chamou atendimento médico e, em seguida, anunciou sua desistência. A partida contra Davydenko valia pela segunda rodada do Aberto da França. Na estréia, Saretta teve que se superar para derrotar o italiano Potito Starace por 3 sets a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0. Com a vitória na primeira rodada, o brasileiro deverá reassumir o posto de melhor tenista do País no ranking da ATP que será divulgado após o término do Torneio de Roland Garros. Atualmente o gaúcho Marcos Daniel é o número 1 do Brasil.

Agencia Estado,

31 Maio 2006 | 08h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.