Ed Sloane/WSL
Ed Sloane/WSL

Retrospectiva 2018: Veja os 10 fatos mais marcantes do esporte mundial

Ano é marcado por retorno de Simone Biles em alto nível, domínio brasileiro no surfe e recorde na maratona

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2018 | 04h45

O ano de 2018 foi rico em emoção para os amantes do esporte. No surfe, o Brasil mostrou sua força com o título mundial de Gabriel Medina em uma temporada que a piscina de ondas criada por Kelly Slater fez sua estreia oficial. Teve ainda o retorno em alto nível da ginasta Simone Biles, quebra de recorde mundial da maratona e conquistas brasileiras.

Gabriel Medina conquista o bicampeonato mundial de surfe

O brasileiro Gabriel Medina repetiu a dose no Havaí e conquistou seu segundo título mundial de surfe após uma ótima temporada. Ele já havia levantado o troféu em 2014. Agora tem duas conquistas em seu currículo. A façanha se deu em um bom momento do surfe nacional. Tanto que os atletas brasileiros ganharam nove das 11 etapas na elite e provaram que a nova geração tem tudo para encantar o mundo nas ondas.

Simone Biles retorna em grande estilo

Depois de um período sabático, a norte-americana Simone Biles ganhou medalhas nas seis provas realizadas no Mundial de ginástica artística em Doha. Ela foi ouro no individual geral, na competição por equipes, no salto e no solo, além de prata nas barras paralelas e o bronze na trave. Ao alcançar 14 ouros e 20 medalhas no total em Mundiais, a ginasta ultrapassou os 12 ouros do bielo-russo Vitaly Scherbo e se igualou às medalhas da russa Svetlana Khorkina.

Eliud Kipchoge quebra recorde mundial da maratona

O queniano Eliud Kipchoge venceu a Maratona de Berlim em 16 de setembro e quebrou o recorde mundial da prova. O tempo foi de 2h1min39s, superando a marca de seu compatriota Dennis Kimetto, o recordista mundial anterior, que era de 2h02min57. Aos 33 anos, Kipchoge foi o grande nome do atletismo em 2018 - ele já havia vencido a prova na capital alemã, em 2015 e 2017, e acumula três pódios olímpicos - ouro em 2016, na maratona, prata em 2008, na prova de 5 mil metros, e bronze em 2004, também nos 5 mil metros.

Coreias se aproximam durante os Jogos Olímpicos de Inverno

Uma cena que até tempos atrás parecia impossível marcou a cerimônia de encerramento da Olimpíada de Inverno. Desafetas históricas, as Coreias do Sul e do Norte entraram lado a lado no estádio em Pyeongchang, sinalizando a desejada paz que terminaria com longos anos de conflitos entre as nações. A cena foi vista logo no início da cerimônia. As delegações de ambos os países desfilaram pelo estádio sob intensos aplausos, portando bandeiras das duas Coreias, além das cores da península coreana.

Luta entre Khabib e McGregor tem briga generalizada no UFC

Depois de uma longa espera, o UFC 229, que colocou frente a frente Khabib Nurmagomedov e Conor McGregor, foi marcado pela vitória do russo sobre o irlandês, mas chamou mais atenção pela briga generalizada que teve início após o principal combate do card. Depois que Khabib finalizou o rival, ele pulou para fora do octógono e se envolveu em uma briga com membros do time de McGregor. Após alguns minutos, o russo e os envolvidos na pancadaria deixaram o local escoltados pela polícia.

Roger Federer conquista 20º Grand Slam de sua carreira

O tenista Roger Federer levantou um troféu de Grand Slam pela 20ª vez em sua carreira. O novo recorde veio com uma sofrida vitória sobre o croata Marin Cilic em cinco sets, com parciais de 6/2, 6/7 (5/7), 6/3, 3/6 e 6/1, na final do Aberto da Austrália. O tenista suíço defendeu o título conquistado em 2017 e chegou ao 6º troféu em Melbourne, se igualando aos recordes do sérvio Novak Djokovic e do australiano Roy Emerson - este antes da Era Aberta do tênis.

Seleção masculina chega à quinta final seguida no Mundial de vôlei

Assim como ocorreu há quatro anos, a seleção brasileira masculina de vôlei voltou a ser batida pela Polônia na final do Campeonato Mundial da modalidade. Em Turim, na Itália, o time comandado por Renan Dal Zotto foi derrotado pela equipe europeia por 3 sets a 0, com parciais de 28/26, 25/20 e 25/23, em 1 hora e 38 minutos de confronto. O resultado, porém, mostra a força do Brasil na competição, com presença nas cinco últimas decisões e três títulos.

Competição de surfe estreia em piscina de ondas

Pela primeira vez uma etapa do Circuito Mundial de Surfe foi realizada em uma piscina de ondas. O Surf Ranch Pro foi disputado em setembro na Califórnia, em uma estrutura criada pelo surfista Kelly Slater a 180 quilômetros do litoral, e acabou sendo vencida pelo brasileiro Gabriel Medina. A tecnologia de ondas artificiais poderá ser, no futuro, ultilizado em edições dos Jogos Olímpicos.

Hugo Calderano faz frente aos chineses no tênis de mesa

O brasileiro Hugo Calderano vem conquistando ótimos resultados no tênis de mesa. Neste ano, conseguiu vencer Fan Zhendong, chinês número um do mundo no World Tour Grand Finals, torneio que contou com os 16 melhores jogadores da temporada. Acabou o ano com a sexta colocação no ranking mundial, a melhor da história de um brasileiro.

Hamilton garante o penta na Fórmula 1 e Alonso deixa a categoria

 

Lewis Hamilton não desperdiçou a segunda chance e sacramentou o pentacampeonato na Fórmula 1 ao chegar em quarto lugar no GP do México, no Circuito Hermanos Rodríguez. Com uma atuação cautelosa, o piloto da Mercedes fez a sua parte para garantir o título, como fizera em 2008, 2014, 2015 e 2017. Já Fernando Alonso decidiu mudar de ares e anunciou sua despedida da Fórmula 1

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.