Revelação e adeus nos 800 m

Pamela Jelimo, de apenas 18 anos, tornou-se ontem a primeira queniana a ganhar uma medalha de ouro para seu país no atletismo. Ela venceu os 800 metros rasos com a marca de 1min54s87, o melhor tempo do ano para a distância e também o recorde mundial júnior. A medalha de prata ficou com a também queniana Janeth Jepkosgey (1min56s07) e a de bronze, com a marroquina Hasna Benhassi (1min56s73).A prova de ontem marcou também a despedida da moçambicana Maria Mutola, de 35 anos, que chegou em quinto lugar. A veterana corredora, ganhadora da medalha de ouro nos 800 metros em Sydney-2000 e dona de 11 títulos mundiais (em pistas abertas e fechadas), disse que esta é a última temporada de sua carreira. E elogiou a jovem vencedora queniana, uma espécie de sucessora. "Ela é muito rápida, e estou certa de que vai bater o recorde mundial", previu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.