Revés logo na chegada

Pentatlo

Robson Morelli, de Pequim, O Estadao de S.Paulo

20 de agosto de 2008 | 00h00

Única brasileira no pentatlo, Yane Marques sofreu seu primeiro revés antes mesmo de sair do aeroporto de Pequim. Sua mala estava rasgada e parte do seu material de esgrima, como espada e máscara, danificado. Não poderia participar da prova a menos que tivesse o apetrecho de reserva. Não tinha - era preciso comprar um novo ou pedir emprestado. Depois de muita discussão, o chefe da delegação brasileira conseguiu que a Air China pagasse indenização de US$ 1 mil. "Não havia outra forma de competir. Compramos algumas peças para a espada e tentamos recuperar a máscara. Yane vai competir de qualquer forma", garantiu o responsável pela delegação, João Gustavo Cerqueira Lima. Yane ficou aborrecida, mas não pensou em desistir. O pentatlo moderno consiste em cinco modalidades diferentes numa só apresentação: hipismo, esgrima, natação, tiro esportivo e corrida. Yane compete na sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.