Revezamento 4x400m vai ao Mundial

O bom desempenho dos velocistas brasileiros na prova de 400m rasos do Troféu Brasil de Atletismo, hoje, no Estádio Célio de Barros, no Complexo Maracanã, confirmou a participação da equipe brasileira de revezamento 4x400m rasos no Mundial de Edmonton, no Canadá, previsto para ser realizado entre os dias 3 e 12 de agosto. "Como treinador, digo que vou levar nosso time para a disputa. Só falta a aprovação do congresso técnico, que não deve se opor", assegurou o técnico da seleção brasileira, Luiz Alberto de Oliveira. Para Oliveira, a equipe brasileira de 4x400m tem todas as chances de disputar a final no Mundial. O treinador informou que a participação do velocista medalhista de prata em Sydney, na prova de revezamento 4x100m rasos, Claudinei Quirino (Ulbra-Prudente), acontecerá somente na última prova. O time brasileiro terá ainda outro finalista olímpico na Austrália e vice-campeão mundial em Sevilha, na prova de 400m rasos, Sanderley Parrela (São Raimundo/AM). Flávio Godoy (Vasco), que hoje venceu a disputa dos 400m com a marca de 45s56; Anderson Santos (São Raimundo/AM); e Valdinei da Silva (Funilense/São Caetano) formam o restante da equipe. Eronildes Araújo (Ulbra/Prudente) também pode integrar o grupo. O segundo dia de disputa do Troféu Brasil teve como atração principal o revezamento 4x100m rasos, que contou com a participação de todos os medalhistas de Sydney. A equipe de Prudente formada por Quirino, André Domingos, Edson Luciano e Fábio Silva, foi a grande vencedora com a marca de 38s93, seguida pelo time de São Caetano (39s85), que contou com Cláudio Roberto e Raphael Raimundo, e o Vasco, de Vicente Lenílson (39s92). No revezamento 4x100m feminino, o domínio foi da equipe vascaína formada por Luciana Alves, Lucimar Aparecida, Euzinete Reis e Rosemar Neto, que estabeleceu um novo recorde para o Troféu com o tempo de 44s31. Outras marcas brasileiras e do Troféu superadas foram na prova de 20.000m - marcha atlética, com Gianetti Bonfim (Funilense/São Caetano), que marcou 1h42m36s8. Na final dos 1500m rasos, Hudson Santos (São Raimundo/AM) confirmou o favoritismo e venceu facilmente com o tempo de 3m39s06. No feminino, Fabiana Cristine da Silva (Funilense/São Caetano) garantiu o bicampeonato (4m17s18). A expectativa de amanhã são as provas eliminatórias feminino e masculina dos 200m rasos e para a participação de Elisângela Adriano (Finilense/São Caetano), que tentará o índice para o Mundial do Canadá, na prova de lançamento de disco. Ela já conseguiu a marca para o lançamento de peso. À tarde, acontece a prova exibição dos 200m, de deficientes visuais, com a presença da medalhista de ouro nos jogos Paraolímpicos de Sydney, Ádria Santos. A disputa seletiva pela última vaga na equipe brasileira masculina do revezamento 4x100m rasos, que vai ao Mundial de Edmonton, pode acontecer neste sábado à tarde. Segundo o técnico da seleção Jayme Netto, após observar amanhã o desempenho de Edson Luciano e Augusto de Oliveira Santos (Vasco), candidatos à vaga, nos 200m rasos, ele tomará sua decisão final. "Se fosse olhar pelo desempenho dos dois hoje no revezamento, mais uma vez ficaria com o Edson. O Augusto errou em suas duas passagens de bastão, mas não quero ser injusto", disse o treinador. O atleta vascaíno ficou em sexto lugar na final da prova dos 100m rasos, superando Luciano, e passou a ter chances de ser o sexto integrante do revezamento. Mas, Netto não esconde o desejo de levar Luciano, que esteve presente nas últimas conquistas olímpicas e mundiais da seleção. A escolha do último competidor deveria ser feita com base em critérios técnicos, mas por treinar Luciano, em Prudente, Netto deseja fazer o desempate para não ser chamado de "anti-ético". Ao término do segundo dia de competição, a equipe de São Caetano segue na liderança folgada com o total de 225 pontos. Em segundo, o Vasco (158), seguido por Prudente (63), Flamengo (54) e São Raimundo/AM (32).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.