Ricardo Bufolin/Panamerica Press
Ricardo Bufolin/Panamerica Press

Revezamento do Brasil admite surpresa com ouro após desclassificação dos EUA

Guilherme Guido, João Gomes Júnior, Larissa de Oliveira e Joana Diamante comemoram feito no Pan de Lima

Redação, Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2019 | 09h18

Horas após herdar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o time brasileiro do revezamento 4x100 metros misto admitiu a surpresa pelo resultado, após a desclassificação da equipe dos Estados Unidos. Guilherme Guido, João Gomes Júnior, Larissa de Oliveira e Joana Diamante acabaram subindo ao lugar mais alto do pódio, mesmo após terminarem em segundo lugar na final.

"Foi uma surpresa, ficamos sabendo na sala de premiação. Começou um burburinho do pessoal da Argentina, falando sobre um movimento irregular do nado de peito. Mas ficamos tranquilos, sem acreditar muito, até tudo ser oficializado. Aí veio a emoção total de ir para o lugar mais alto do pódio", comentou Guido.

A equipe dos EUA perdeu seu resultado no revezamento misto por causa de uma "golfinhada" de Cody Miller no nado peito. Ele havia sido o segundo a cair na água no time americano, que ainda pode tentar recorrer da decisão dos árbitros.

Para Entender

Pan-Americanos 2019: saiba como assistir ao torneio que será disputado em Lima

Competição vai ter transmissão ao vivo na TV aberta, fechada e online

Feliz pelo resultado final da prova, Larissa de Oliveira também comemorou feito individual. Ela se tornou a brasileira com mais pódios na história do Pan, se igualando a Joanna Maranhão e Tatiana Lemos, todas com oito medalhas. Somente na noite de quinta, foram duas para Larissa, que pode obter sua sexta apenas em Lima na noite desta sexta-feira.

"Acabei de ficar sabendo disso. Eu me sinto honrada de chegar ao patamar delas. Apesar de ser o meu segundo Pan, hoje conquistei a minha primeira medalha em uma prova individual e esse ouro no revezamento. É muito gratificante", comentou Larissa, que vai disputar ainda o 4x200m livre feminino.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.