Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Revigorado, São Paulo sai em busca do G-4

Embalado com vitória diante do Corinthians, Tricolor recebe Botafogo e já faz as contas para encostar nos líderes

FERNANDO FARO, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2012 | 03h05

O discurso de abandonar o Campeonato Brasileiro e focar apenas na Copa Sul-Americana acabou. Após vencer o Corinthians e reduzir a desvantagem para o G-4 para quatro pontos, o Tricolor inicia o segundo turno revigorado e encara o Botafogo no Morumbi, hoje, às 21h, com uma excelente chance de se aproximar do pelotão de frente.

A necessidade de vitória não deve alterar substancialmente a formação da equipe. A única novidade é o retorno do lateral Cortez, que cumpriu suspensão e entra na vaga do zagueiro Paulo Miranda. Com isso a equipe abandona definitivamente os resquícios dos três zagueiros e passa a atuar no 4-4-2.

Luis Fabiano e Rogério Ceni, que chegaram a preocupar por causa de dores musculares, estão confirmados. O goleiro chegou a ficar fora do último treino, mas vai para o jogo. O ataque terá o Fabuloso e Lucas.

Ney Franco sabe que precisará de um segundo turno quase perfeito para sonhar com o título e isso passa por um aproveitamento maior de pontos dentro de casa. Sob o comando do técnico, a equipe perdeu dois dos seis jogos que fez no Morumbi (justamente contra Grêmio e Vasco, adversários diretos no G-4) e o Botafogo venceu os últimos dois duelos na casa Tricolor.

Números que deixam o treinador alerta e reforçam a necessidade de atenção constante.

"Precisamos jogar no Morumbi como nas partidas contra o Flamengo, Ponte Preta e até mesmo na derrota para o Grêmio, onde fomos bem taticamente mesmo perdendo", apontou o treinador, que pode ter problemas já que tem seis titulares pendurados com dois cartões: Lucas, Jadson, Luis Fabiano, Maicon, Douglas e Denilson.

No entanto o grupo vem mais motivado após a vitória sobre o Corinthians que pôs fim a uma série de seis derrotas seguidas na casa contra o adversário. Bater o arquirrival encheu o elenco de confiança para uma partida crucial para a equipe colar de vez nas primeiras posições. "O grupo está amadurecendo, mas esse jogo contra o Corinthians serviu para mostrar que estamos em um nível diferente", ponderou o lateral Cortez.

Mesmo enfrentando um adversário com oito desfalques, entre eles Andrezinho, principal articulador da equipe ao lado de Seedorf, Ney Franco não espera vida fácil no Morumbi. "Eles estão com alguns problemas de lesão, mas trata-se de uma equipe forte e que deve trabalhar dentro do G-4. Precisa ser tratado como um adversário direto na briga pela Libertadores", alertou Ney Franco.

Botafogo. As últimas semanas não têm sido fáceis para Oswaldo de Oliveira. A cada rodada, o time sofre baixas com lesões. Nas duas últimas rodadas, o atacante Rafael Marques e o meia Andrezinho sofreram torções graves no tornozelo. Ainda estão afastados Antônio Carlos, Fellype Gabriel, Vitor Júnior, Marcelo Mattos e Lucas Zen, machucados, e o lateral Lucas, suspenso.

Oliveira vai adiantar Seedorf na esperança de que o holandês dê força ofensiva ao lado de Elkeson. "O Seedorf vai atuar mais nesta função. Já fez três gols até agora. Terá o auxílio do Lodeiro e do Cidinho, vamos aproximar para tentar fazer os gols", analisou o técnico.

No Engenhão, o Flamengo recebe o Sport, às 21h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.