Reprodução / Sports Illustrated
Reprodução / Sports Illustrated

Revista elege LeBron, Naomi Osaka e outros três atletas ativistas como personalidades do ano

Breanna Stewart, Patrick Mahomes e Laurent Duvernay-Tardif completam a lista da Sports Illustrated, que destacou luta contra injustiças raciais e covid-19

Redação, Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2020 | 06h00

Naomi Osaka, LeBron James, Patrick Mahomes, Laurent Duvernay-Tardif e Breanna Stewart: todos foram campeões em 2020 em grandes campeonatos em seus respectivos esportes. como tênis e basquete. Mas, para além disso, a revista americana Sports Illustrated destacou também a luta dos cinco atletas em prol da sociedade neste ano, sendo que Duvernay-Tardif batalhou contra a covid-19 e os outros quatro contra injustiças raciais. A publicação destacou os cinco como 'pessoas que inspiraram' e são 'atletas ativistas'.

LeBron, por exemplo, foi campeão da NBA com o Lakers e também uma das vozes mais fortes do movimento Black Lives Matter, que realizou grandes protestos após a morte de Goerge Floyd, homem negro de 40 anos, asfixiado por um policial no EUA. O astro do basquete criou uma campanha para combater as notícias falsas que tinham intenção de fazer com que os negros não votassem na eleição presidencial dos EUA.

Ainda no basquete, Breanna Stewart, estrela da equipe campeã da WNBA, o Seattle Storm, voltou de uma lesão séria para liderar a equipe ao título. Ela levantou a voz pela igualdade de gênero e contra o racismo no país.

O quarterback Patrick Mahomes foi o MVP do Super Bowl, vencido pela sua equipe, o Kansas City Chiefs, e usou sua influência para estimular a NFL a apoiar o Black Lives Matter e a permitir protestos dos jogadores contra o racismo. Seu companheiro de equipe, Laurent Duvernay-Tardif, que joga na linha defensiva, é médico e esteve presente na linha de frente do combate ao novo coronavírus na intertemporada do futebol americano.

Por fim, a jogadora de tênis Naomi Osaka, campeã do US Open, esteve presente em protestos raciais nos Estados Unidos e usou a visibilidade do torneio para se manifestar, usando máscaras com os nomes de pessoas que foram assassinadas violentamente por policiais sem que tivessem reagido.

Duvernay-Tardif agradeceu o reconhecimento da Sports Illustrated nas redes sociais. "Como atletas, temos o poder de causar um impacto positivo em nossa sociedade. Ser reconhecido pelo meu envolvimento fora do campo por um dos maiores prêmios do esporte significa tudo para mim", afirmou. LeBron e Breanna Stewart receberam os parabéns das ligas em que atuam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.