Reza marca início da obra na arena do Corinthians

O vento frio incomodava, o sol não havia chegado. Mas caminhões, tratores, retroescavadeiras e os trabalhadores que iriam operá-las estavam a postos. Rezaram um Pai Nosso e, exatamente às 8h14 de ontem teve início, em Itaquera, as obras da Arena do Corinthians, aposta de São Paulo para abrir a Copa de 2014.

, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2011 | 00h00

Mas falta resolver itens fundamentais como a engenharia financeira da arena que deve ficar pronta em dezembro de 2013 - sem isso a Fifa não vai aprová-la.

A Odebrecht estuda como reduzir de R$ 1,07 bilhão para R$ 700 milhões o custo da arena. O contrato entre Corinthians e construtora ainda não foi assinado.

A fase de terraplenagem, ontem iniciada, vai consumir três meses de trabalho. Em julho, segundo o gerente de operações da Odebrecht, Frederico Barbosa, começam os trabalhos das fundações - para arena com capacidade para 65 mil pessoas. Essa fase deverá durar 10 meses.

A construtora estima entre 1.500 e 2 mil o número de pessoas que trabalharão na arena. Mas ainda não sabe quando serão feitas as contratações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.