Reza para São Jorge

Boleiros

jfneto@estadao.com.br, O Estadao de S.Paulo

22 de outubro de 2007 | 00h00

É, corintianada, a coisa ta feia! O Corinthians jogou muito mal no Recife, principalmente no primeiro tempo, e perdeu merecidamente para o Náutico nos acréscimos da partida. O grande problema é que o Timão não tem ninguém no elenco capaz de decidir com uma jogada individual. Sequer algum meia que arme jogadas com precisão. Só ficar reclamando do Finazzi não vale. Aliás, o camisa 9 é o menos culpado nessa história toda. A bola nunca chega nele. Não tem como fazer milagres. O pior é que com mais essa derrota, e a soma de outros resultados - como a vitória do Atlético-MG, por exemplo -, dificilmente o Corinthians escapa do rebaixamento. Agora cabe ao torcedor acender uma vela de 7 dias e ir à igreja rezar bastante para São Jorge. Mesmo assim não sei não, hein?* * * * *Está ficando difícil falar do São Paulo. No Morumbi aconteceu o óbvio. Mesmo não atuando tão bem, o Tricolor venceu o Cruzeiro jogando como campeão, aliás, como pentacampeão. O que tem de ser reverenciada mesmo, além do competente técnico Muricy, é a torcida são-paulina, que lotou o estádio em uma verdadeira festa antecipada. Falta pouco, pessoal!* * * * *O Palmeiras venceu mais uma. Um 3 a 0 em grande estilo. Uma partida para deixar extasiados os torcedores que estiveram sábado no Palestra Itália. De maneira geral, com exceção do líder São Paulo, o Verdão atualmente é o time mais bem organizado do futebol paulista. Quem diria, hein? Um clube que até pouco tempo atrás vivia afogado em dívidas e maus resultados, hoje deu a volta por cima.Acho que o grande culpado dessa inversão de valores é o técnico Caio Júnior, que chegou desacreditado, a contra-gosto de boa parte da diretoria, mas com tempo e trabalho, solucionou os problemas da equipe. O Palmeiras 2007 tem padrão tático, tem dois zagueiros firmes e seguros, dois volantes marcadores e de bom passe, além de meias habilidosos e incontestáveis. O que se pode falar do Valdivia? Toda vez que ele está em campo, a equipe joga bem. E esse menino Caio, então? Está jogando demais. Principalmente no quesito de que mais gosto: as bolas paradas. Aposto que no futuro, bem trabalhado, esse garoto chega inclusive à seleção brasileira.Se alguém tinha dúvida da competência do Caio Júnior, acho que já não tem mais. Esse jovem comandante sabe planejar e conta com a admiração dos jogadores. Aí já é meio caminho andado, né? No final, só uma tragédia pode tirar a vaga do Verdão para a Taça Libertadores do ano que vem.* * * * *Infelizmente, mal retornava aos treinos e o Marcos se contundiu novamente com gravidade. Dessa vez quebrou o braço e tem previsão de retorno só para 2008. Olha pessoal, não sei não, mas com todo respeito que devo ao Marcão, acho que ele deveria começar e repensar a carreira. Quem sabe uma possível aposentadoria. O Marcos é um goleiro consagrado, conquistou tudo o que podia. Já era hora desse ídolo da história do futebol parar em grande estilo.* * * * *Queria aproveitar a oportunidade para mandar um abraço especial para o amigo Alemão, editor de esportes da TV Bandeirantes, pessoa trabalhadora e competente. Não faz muito tempo arrumei uma camisa minha dos tempos em que jogava no Corinthians. Deu para ver os olhos dele brilhando. COLABOROU RENATO NALESSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.