Ricardo Gomes sai do CTI após 15 dias e vai para o quarto

Médicos se mostram otimistas com a recuperação do treinador do Vasco que responde bem ao tratamento

Bruno Lousada / RIO, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2011 | 00h00

Depois de 15 dias internado no Hospital Pasteur, no Méier, por causa de um Acidente Vascular Encefálico (AVE) hemorrágico, o técnico do Vasco, Ricardo Gomes, teve alta do Centro de Terapia Intensiva (CTI) e foi transferido ontem à tarde para um quarto privativo. Segundo boletim médico divulgado pelo hospital, o treinador de 46 anos "segue lúcido, respirando espontaneamente, com estabilidade clínica e neurológica".

"A interação dele com os familiares e os profissionais de saúde evolui a cada dia. Ricardo Gomes prossegue com o trabalho intenso de fisioterapia motora, respondendo muito bem ao tratamento, além das sessões de fonoaudiologia", diz a nota oficial.

Ricardo Gomes sofreu AVE durante o segundo tempo do clássico entre Vasco e Flamengo, no Engenhão, no dia 28 de agosto. Na ocasião, ele foi levado para o Hospital Pasteur, onde passou por cirurgia que durou três horas. A hemorragia no cérebro do treinador em decorrência do AVE já foi estancada.

No momento, somente os familiares podem visitar o treinador, atual campeão da Copa do Brasil.

No ano passado, quando era treinador do São Paulo, Ricardo Gomes teve uma vasculite, considerada um pequeno Acidente Vascular Cerebral (AVC), e ficou internado após o jogo contra o Palmeiras, pelo Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.