Richarlyson vira arma do São Paulo na Vila

Volante está recuperado de lesão muscular e deve ser titular no segundo jogo da semifinal com o Santos, domingo

Giuliander Carpes, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2010 | 00h00

A semana é de ansiedade e poucas boas notícias para o São Paulo. Mas pelo menos Ricardo Gomes pode comemorar a volta de uma das peças-chave de seu elenco. O volante Richarlyson, recuperado de lesão muscular, voltou aos treinos ontem e deverá ser a cara nova na partida decisiva contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro.

"Vamos observá-lo mais dois dias. Amanhã vamos ter uma decisão mais firme, mas acredito que o Richarlyson terá condições, sim, de jogar", disse o treinador são-paulino.

O versátil Richarlyson pode se encaixar em duas posições no time. Tanto no lugar de Junior Cesar, autor de um gol contra e que teve má atuação na derrota da partida de ida das semifinais (3 a 2), quanto no meio-campo, como um "substituto" de Marlos. Assim, Rodrigo Souto seria adiantado para a posição de segundo volante e Hernanes, destaque do último jogo, ganharia função mais ofensiva, de armação.

Mistério. O treinador comandou ontem um treinamento fechado para a imprensa e orientará outro hoje. A ideia é corrigir os erros que afligem o São Paulo no início e no fim das partidas mais importantes. No clássico contra o Corinthians (derrota por 4 a 3) e diante do Santos, por exemplo, a equipe saiu perdendo, reagiu, mas se descuidou e acabou perdendo. "E nos últimos três clássicos sofremos gol nos últimos minutos. Temos de mudar isso à base de muito trabalho", comentou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.