Rio começa preparação do campo de golfe para Jogos Olímpicos de 2016

Apesar da disputa judicial, 1.ª etapa do trabalho é a limpeza do solo na área na Barra da Tijuca

AE, Agência Estado

20 de março de 2013 | 15h57

RIO - Apesar da disputa judicial que ainda envolve a posse do terreno, começou o processo de construção do campo de golfe que será utilizado na Olimpíada do Rio, em 2016. A primeira parte do trabalho é a limpeza do solo na área escolhida para abrigar a instalação olímpica, localizada na Barra da Tijuca - para isso, era necessário uma licença para remoção da vegetação do local, que foi emitida agora pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O campo de golfe é uma das principais pendências no projeto olímpico do Rio. A prefeitura do Rio fez toda a negociação para a utilização do terreno na Barra da Tijuca com o empresário Pasquale Mauro. Mas a empresa Elmway Participações alega ser proprietária da área e entrou com uma ação judicial em 2009.

Mesmo com essa questão judicial, o trabalho de limpeza do terreno já começou, para que as obras no local sejam iniciadas em abril. "Estamos muito empolgados e satisfeitos por termos iniciado a limpeza preliminar da área. É o início de um longo processo para transformar este terreno em um belo campo de golfe e estamos felizes por termos começado", disse Gil Hanse, projetista responsável pelo projeto.

"Estamos felizes que os trabalhos tenham começado na instalação do golfe e que continuamos no caminho certo para entregar o campo para um evento-teste em 2015, como programado. Esta instalação é um elemento-chave do legado do Rio/2016, já que será o primeiro campo público de golfe do Rio e terá papel fundamental no desenvolvimento do esporte no Brasil", afirmou Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador da Olimpíada do Rio e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadagolfeRio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.