Rio entrega ao COI seu 1.º relatório para organizar a Olimpíada

Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB, acredita que o Brasil tem boas chances de receber os Jogos de 2016

Efe,

11 de janeiro de 2008 | 15h10

A candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016 entregou nesta sexta-feira na sede do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Lausanne (Suíça), 80 cópias de seu primeiro relatório técnico, no qual expõe as bases do projeto brasileiro para organizar o evento esportivo. Compareceram nesta sexta ao Chateau de Vidy de Lausanne o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho; o secretário geral do Comitê de Candidatura Rio 2016, Carlos Roberto Osório, e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, que entregaram os dados exigidos pelo COI três dias antes do prazo. Nuzman disse, em conversa telefônica de Lausanne, que hoje a candidatura havia dado "um grande passo" em seu objetivo de trazer os Jogos Olímpicos pela primeira vez à América do Sul. "Entregamos todo o material, 80 cópias [das respostas ao questionário elaborado pelo COI] e 30 CDS; mas, o mais importante, foi que trouxemos as cartas de garantias, nas quais aparecem juntas as assinaturas do presidente da República, do governador, do prefeito e do presidente do Comitê Olímpico", disse. Esta união entre as administrações, destacou Nuzman, que também é membro do COI, "garante que as três administrações estarão trabalhando juntas para viabilizar os Jogos no Rio". "Este é o principal aspecto a diferenciar este projeto do anterior", admitiu. O Rio tentou também organizar os Jogos de 2012, mas foi eliminado no primeiro corte feito pelo COI, e não chegou à votação final, à qual passaram a vencedora Londres, Paris, Madri, Nova York e Moscou. No entanto, depois que a Fifa concedeu a organização do Mundial de 2014 ao Brasil, dirigentes esportivos e políticos se disseram esperançosos de que o país também pudesse sediar os Jogos. O próprio presidente do COI, o belga Jacques Rogge, afirmou que a realização do Mundial garantiria que os Jogos teriam grande parte de sua infra-estrutura pronta de maneira antecipada. Nuzman destacou que a candidatura inclui sedes emblemáticas como o bairro de Copacabana, o estádio do Maracanã e o Sambódromo. Além do Rio, já entregaram seus relatórios ao COI as candidaturas de Chicago e Tóquio. Madri anunciou que o fará na segunda-feira. Completam a relação de aspirantes Praga, Doha e Baku. As respostas aos questionários serão analisadas por um grupo de especialistas do COI, que decidirá quais cidades devem ser consideradas finalistas. Esta lista será conhecida em junho. A vencedora será anunciada em outubro de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio 2016COICOB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.