Rio quer sediar Mundial de Esportes Aquáticos em 2015

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) enviou documento oficial à Federação Internacional de Natação (Fina), nesta terça-feira, para confirmar o interesse do Rio em receber a 16ª edição do Mundial de Esportes Aquáticos, em 2015. A competição serviria como evento teste para a Olimpíada de 2016, que acontecerá na cidade.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2010 | 19h06

Realizado a cada dois anos, o Mundial de Esportes Aquáticos é o maior evento organizado pela Fina, pois reúne as cinco modalidades da entidade em duas semanas de disputa - natação, maratonas aquáticas, polo aquático, nado sincronizado e saltos ornamentais. As duas próximas edições serão em Xangai, em 2011, e Dubai, em 2013.

"Estou muito feliz por poder concorrer, pois esta é a competição que nos faltava realizar e é mais um legado da incrível conquista dos Jogos Olímpicos de 2016. Agora temos reais chances de trazer mais esta conquista para o País", diz o presidente da CBDA, Coaracy Nunes, lembrando que a Fina decidirá a sede de 2015 durante o Mundial de 2011.

É a terceira vez que o Brasil se candidata a organizar o Mundial de Esportes Aquáticos, que é disputado desde 1973. Na edição de 2005, perdeu a eleição para Montreal, no Canadá. E em 2007, foi derrotado por Melbourne, na Austrália.

Tudo o que sabemos sobre:
esportes aquáticosCBDAFina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.