Rio será sede do Mundial de Judô em 2007

O Rio de Janeiro será a sede do Mundial de Judô de 2007. A escolha, feita nesta segunda-feira, levou em consideração os Jogos Pan-Americanos que serã realizados no mesmo ano na cidade. Assim, será utilizada a mesma estrutura do Pan para o Mundial, que acontecerá de 6 a 13 de setembro.A eleição da cidade carioca aconteceu por aclamação das 187 federações nacionais filiadas à Federação Internacional de Judô (FIJ), com a desistência da única rival, Amsterdã, durante o Congresso da entidade, em Osaka, no Japão.De acordo com o projeto apresentado pelo Rio, o Mundial está previsto para ocorrer na Arena Poliesportiva dos Jogos Pan-Americanos, que já terão sido realizados entre 13 e 29 de julho, arquitetada para o Complexo Esportivo do Autódromo Internacional Nelson Piquet. E O Centro de Convenções Riocentro será reservado aos treinamentos. Já a Vila Pan-Americana hospedará os atletas, delegações e juízes. Por fim, os dirigentes serão distribuídos por hotéis da Barra da Tijuca, zona oeste da cidade. A intenção do comitê organizador carioca é a de concentrar todas as instalações em um raio de 5km."Estamos imensamente felizes por levar nosso mais importante evento para o Brasil. O projeto apresentado pelo Rio de Janeiro foi de alta qualidade, o melhor já apresentado na história do judô, e estamos certos de que teremos um excelente evento em 2007", disse o presidente da Federação Internacional de Judô, Yong Sung Park. A tendência é a de que o Mundial reúna cerca de 1.000 atletas, representando 180 países.O judô é um dos esportes mais praticados no Brasil, tendo cerca de 250 mil atletas registrados, somando mais de 2 milhões de adeptos. A modalidade é uma das que mais ganham medalhas para o País em competições internacionais. No total, são 69 conquistas em Jogos Pan-Americanos. Somente na última edição, em São Domingos, foram cinco primeiros lugares, um segundo e quatro terceiros."Esta vitória demonstra que o Pan Rio 2007 continuará trazendo muitos frutos ao Rio de Janeiro e ao Brasil mesmo depois de sua realização", afirmou o presidente do COB e do CO-RIO, Carlos Arthur Nuzman. O dirigente esteve no Japão acompanhado pelo secretário municipal de Esportes e Lazer do Rio, Ruy Cezar, pelo presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Paulo Wanderley, além do diretor de Relações Internacionais do COB e secretário geral do CO-RIO, Carlos Roberto Osório.Enquanto isso, a equipe brasileira de judô está no Japão, se preparando para o Mundial de Osaka, que começa no próximo dia 11.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.