Rio usa turismo e Pan para ganhar votos

O Rio de Janeiro usou o turismo e o fato de já ter preparada a estrutura para receber os Jogos Pan-Americanos de 2007, como as duas principais armas para convencer os membros do COB a votarem em sua candidatura para os Jogos Olímpicos de 2012. Rio e São Paulo brigam pela indicação. A decisão deverá sair no começo da tarde desta segunda-feira. De acordo com o prefeito César Maia, a cidade é conhecida mundialmente e teria maiores chances de brigar com potencias como Nova York, Madri e Paris - algumas cidades que também brigam para ser a sede. Além disso, prosseguiu o prefeito em sua apresentação, a cidade vai precisar gastar menos que São Paulo, já que terá uma estrutura previamente preparada para o Pan.A apresentação da candidatura de São Paulo já está sendo defendida. O ministro dos Esportes, Agnelo Queiroz disse, na abertura da solenidade de escolha, que independentemente de qual cidade seja eleita, o governo brasileiro dará apoio integral.A escolha será feita por um colégio eleitoral formado por 34 eleitores - 5 membros natos do comitê executivo do COB e 29 presidentes das condeferações. O COB terá até o dia 15 de julho para comunicar a candidatura brasileira ao Comitê Olímpico Internacional (COI). O cidade escolhida terá concorrentes de peso pela frente: Havana, Istambul, Leipizig, Londres, Madri, Moscou e Nova York . Toronto também pode ser candidata. O COI vai anunciar o escolhido no dia 6 de juho de 2005, em Cingapura.

Agencia Estado,

07 de julho de 2003 | 12h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.