Riquelme dá o primeiro show

Meia faz dois belos gols e Argentina bate Chile: 2 a 0

O Estadao de S.Paulo

13 de outubro de 2007 | 00h00

Com dois gols de Riquelme, em cobranças de falta ainda no primeiro tempo, a Argentina fez a lição de casa e venceu o Chile ontem à tarde por 2 a 0, no Estádio Monumental, em Buenos Aires. O irônico é que a decisão do técnico Alfio Basile em escalar Riquelme desatou uma grande polêmica durante toda a semana, já que o jogador não vinha jogando nem no Villarreal, da Espanha.Basile fez ouvidos de mercador e escalou Riquelme solto no meio-de-campo, sem lhe dar nenhuma obrigação de marcar, o que ficou a cargo de Maxi Rodríguez, Mascherano e Cambiasso. No ataque, Messi e Tevez. Ou seja, a Argentina foi para o jogo com o que, teoricamente, é sua força máxima. Na prática, porém, o que a Argentina tem de melhor mesmo é o excelente e fatal chute de Riquelme nas cobranças de falta. Foi com duas delas que a seleção chegou à sua primeira vitória nas Eliminatórias.Mais cedo, em Montevidéu, o Uruguai, mesmo sem jogar um futebol de alto nível, não teve qualquer dificuldade para golear a fraca Bolívia por 5 a 0, na partida que abriu as Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010.Logo aos 2 minutos de jogo, Suárez abriu o caminho para a goleada uruguaia. A partir daí, o combalido time boliviano - que já entrara em campo insatisfeito por causa da premiação prometida caso consiga a classificação para o Mundial - se limitou a assistir o Uruguai jogar. E foi o que uruguaios fizeram sem esforço. Forlán fez o segundo, aos 37 ainda no primeiro tempo, e, na etapa final, Abreu, Sánchez e Bueno construíram o placar definitivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.