Divulgação
Divulgação

Rivalidade entre Corinthians e Flamengo entra para dentro do octógono no UFC

Anderson Silva, do Corinthians, enfrentará o japonês Yushin Okami, que adotou o Fla

Bruno Lousada e Paulo Favero, estadão.com.br

25 de agosto de 2011 | 17h28

RIO - A rivalidade do futebol passou para dentro do octógono. Anderson Silva, atleta do Corinthians e alvinegro assumido, vai enfrentar sábado no UFC Rio o japonês Yushin Okami, que nesta quinta adotou o Flamengo para tentar trazer parte do público que lotará a HSBC Arena para seu lado. Ele vestiu a bandeira rubro-negra e elogiou Zico, ídolo do Fla e que atuou muito tempo no Japão. "Ele jogou no Kashima Antlers", disse Okami enquanto recebia a bandeira.

O japonês está otimista para o duelo e acha que poderá contar com o apoio dos rubro-negros. "O Zico foi um grande jogador de futebol", afirmou. Ele também deixou claro que seu país não deve nada para o Brasil em termos de bons lutadores. "Assim como aqui, o Japão é um país com muitos atletas talentosos."

No Campeonato Brasileiro, o Corinthians lidera e o Flamengo vem em seguida. Como os dois clubes estão brigando pela liderança do torneio, Okami acabou tocando em um ponto delicado e que pode deixar Anderson Silva em situação complicada diante dos flamenguistas. Mas o lutador não esconde seu passado. "Nasci em São Paulo e sou corintiano desde garoto", explica.

Sem medo de qualquer reação, ele acha que a torcida vai estar ao seu lado, independentemente da camisa que estará vestindo. "Acho que é mais uma sensação de Brasil contra o resto do mundo. Imagina Brasil e Argentina dentro do Maracanã. Acho que é essa a sensação", conclui Anderson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.