Robert Cheruiyot: 'Foi uma vitória bem fácil'

Atleta queniano fica surpresa com tranqüilidade na vitória na 83.ª edição da São Silvestre

Amanda Romanelli, Glenda Carqueijo e Valéria Zukeran, de O Estado de S. Paulo,

01 de janeiro de 2008 | 11h32

Depois de conquistar o tricampeonato na São Silvestre, Robert Cheruiyot admitiu que foi uma das provas mais tranqüilas que disputou. "Não esperava ganhar com uma vantagem tão grande [sobre os adversários]. Foi relativamente fácil porque eu estava muito bem na corrida", disse o campeão. "Tudo deu certo para o meu lado." Veja também: Imagens marcantes da prova Queniana vence a prova feminina da 83.ª São Silvestre  Jaciel Paulino vence a prova de cadeirantes da São Silvestre Marizete fica satisfeita com segundo lugar na São Silvestre  Cheruiyot vence a 83.ª Corrida Internacional de São Silvestre  O maior rival, segundo o queniano, foi o clima e um pouco de falta de memória. "O desafio nesta corrida em especial é que é sempre muito quente e muito úmido", observa Cheruiyot. "Outra dificuldade foi o fato de que não disputei a corrida no ano passado [sofreu um acidente na Maratona de Chicago, quando caiu e bateu a cabeça] e já não me lembrava muito bem o quanto era difícil a última parte [a subida da Brigadeiro]. Mas acabei acertando o ritmo." Cheruiyot diz não saber de onde veio a bandeira do Atlético-MG que recebeu e ostentou na premiação. "Alguém me deu lá no pódio, não sei quem foi." Ao ser informado de que se tratava do maior rival do Cruzeiro, equipe de Franck Caldeira e outros brasileiros, deu um sorriso maroto. O queniano Patrick Ivuti, segundo colocado, comemorou o resultado. "Foi importante para mim porque estou em início de temporada."  A grande surpresa da corrida foi Anoé dos Santos Dias, 27 anos. Em sua segunda participação na prova, o ex-bóia-fria de Jardinópolis, cidade próxima à Ribeirão Preto, foi o melhor brasileiro ao chegar em terceiro. "O calor me favoreceu porque venho de um lugar quente", diz o corredor, profissional há cinco anos. "Foi uma emoção grande, ainda não acordei. Uma felicidade imensa." Anoé afirma que estava esperando por um bom resultado. "No ano passado fui décimo colocado na São Silvestre, então achei que tinha chances de chegar ao pódio. Além disso, vinha correndo bem. Felizmente encaixei a prova." Ele disse ter contado com o apoio de outros brasileiros. "Quando passei os gêmeos [Paulo Roberto e Luiz Fernando de Almeida Paula], eles disseram que eu deveria ir em frente porque tinha chance."  Marildo José Barducco, de Botucatu, foi o quinto colocado. Um prêmio para a sua perseverança. "Já corri a São Silvestre umas 15 vezes e este foi o meu melhor resultado."  Todos os campeões da fase internacional1945: Sebastião Monteiro (BRA)1946: Sebastião Monteiro (BRA)1947: Oscar Moreira (URU)1948: Raul Inostroza (CHI)1949: Viljo Heino (FIN)1950: Lucien Theys (BEL)1951: Erik Krucziky (ALE)1952: Franjo MIhalic (IUG)1953: Emil Zatopek (ESL)1954: Franjo Mihalic (IUG)1955: Kenneth Norris (ING)1956: Manoel Faria (POR)1957: Manoel Faria (POR)1958: Osvaldo Suarez (ARG)1959: Osvaldo Suarez (ARG)1960: Osvaldo Suarez (ARG)1961: Martin Hyman (ING)1962: Hamoud Ameur (FRA)1963: Henry Clerckx ( BEL)1964: Gaston Roelants (BEL)1965: Gaston Rolants (BEL)1966: Alvaro Mejia Flores (COL)1967: Gaston Roelants (BEL)1968: Gaston Roelants (BEL)1969: Juan Martinez (MEX)1970: Frank Shorter (EUA)1971: Rafael Palomares (MEX)1972: Victor Mora (COL)1973: Victor Mora (COL)1974: Rafael Angel Perez (CRC)1975: Victor Mora (COL)1976: Edmundo Warnke (CHI)1977: Domingo Tibaduiza (COL)1978: Radhouane Bouster (FRA)1979: Herb Lindasy (EUA)1980: José João da Silva (BRA)1981: Victor Mora (COL)1982: Carlos Lopes (POR)1983: João da Mata (BRA)1984: Carlos Lopes (POR)1985: José João da Silva (BRA)1986: Rolando Vera (EQU)1987: Rolando Vera (EQU)1988: Rolando Vera (EQU)1989: Rolando Vera (EQU)1990: Arturo Barrios (MEX)1991: Arturo Barrios (MEX)1992: Simon Chemwoyo (QUE)1993: Simon Chemwoyo (QUE)1994 Ronaldo Costa (BRA)1995: Paul Tergat (QUE)1996: Paul Tergat (QUE)1997: Émerson Iser Bem (BRA)1998: Paul Tergat (QUE)1999: Paul Tergat (QUE)2000: Paul Tergat (QUE)2001: Tesfaye Jifar (ETI)2002: Robert Cheruiyot (QUE)2003: Marílson Gomes (BRA)2004: Robert Cheruiyot (QUE)2005: Marílson Gomes (BRA)2006: Frank Caldeira (BRA)2007: Robert Cheruiyot (QUE)

Tudo o que sabemos sobre:
São SilvestreRobert Cheruiyot

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.