Robert Scheidt tem um 1º e um último lugares na abertura do Mundial de Laser

O Mundial da classe Laser não poderia ter começado mais irregular para Robert Scheidt. O maior medalhista olímpico do Brasil foi desclassificado na primeira regata disputada nesta quinta-feira em Puerto Vallarta, no México, no primeiro dia da competição. Depois, venceu a segunda regata.

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2016 | 22h16

A organização não detalhou o motivo da desclassificação de Scheidt, mas junto com ele outros seis velejadores também foram punidos na flotilha amarela. Na segunda regata, Scheidt se recuperou vencendo. A desclassificação pode não faze diferença no resultado final do Mundial porque os piores resultados são descartados. Isso só deve acontecer a partir de sexta ou sábado. Enquanto isso, o britânico Nick Thompson já tem duas vitórias.

Bruno Fontes, que não vai aos Jogos Olímpicos do Rio, começou o Mundial muito bem, em terceiro na outra flotilha, azul. Depois, na segunda regata, foi só 18.º. Com 21 pontos perdidos, está em 13.º no geral.

O Mundial de Laser deverá ter 14 regatas na fase de classificação, sendo duas por dia até a próxima quarta-feira. Robert Scheidt briga pelo seu 11.º título mundial na classe - ele também tem uma conquista no juvenil.

Tudo o que sabemos sobre:
Robert Scheidt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.