Robinho diz que está 'sem perna' e vai ficar fora

SANTOS

, O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2010 | 00h00

É provável que o sonho de ganhar pela primeira vez a Copa do Brasil e garantir rapidamente a vaga para disputar a Copa Libertadores da América de 2011 explique a ausência do craque Robinho até no banco de reservas no clássico de hoje à noite contra o Palmeiras, no Pacaembu.

Segundo o técnico Dorival Júnior, o atacante pediu para ficar fora porque ainda não se sente bem, embora tenha sido aprovado nos testes de resistência física. "Robinho sente falta de perna", disse o treinador, que ainda fez questão de explicar. "Se ele fosse levado para o banco, perderíamos três dias de treinamentos especiais para lhe dar melhor condicionamento".

Pela avaliação da comissão técnica, Robinho saiu de forma porque quase não treinou nos intervalos dos quatro jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo e, na volta ao Santos, teve uma semana de descanso.

A ideia é ter o atacante voando contra o Vitória, na final da Copa do Brasil, nos duelos considerados os mais importantes do clube neste primeiro semestre e que podem também ser os últimos do atleta no clube. Por isso, fará trabalho de fortalecimento durante o restante da semana.

Com a decisão do jogador e da comissão técnica, Robinho segue sem atuar no Campeonato Brasileiro. Nas sete primeiras rodadas da competição, ainda não foi a campo.

Ganso. Já a situação do meia Paulo Henrique Ganso, que fica no banco de reservas no clássico contra o Palmeiras, é inversa. Seu restabelecimento foi satisfatório e está dentro da previsão de três a quatro semanas (a artroscopia no joelho direito foi realizada dia 17 de junho).

Agora, quanto mais cedo ele voltar a jogar, melhor, porque chegará ao primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil perto dos 100% das condições físicas e técnicas ideais.

O Santos enfrenta o Vitória no dia 28, na Vila Belmiro, e no dia 4 de agosto, no Barradão, em Salvador. / S. F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.