Robinho e Neymar vivem tarde infeliz

Acostumadas ao papel de protagonistas, as estrelas santistas passaram em branco. Neymar ainda foi expulso

Bruno Deiro, Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

15 de março de 2010 | 00h00

O torcedor do Santos que foi à Vila esperando por mais um show da dupla Robinho e Neymar saiu decepcionado. Enquanto o camisa 7 foi bem marcado e não mostrou inspiração, a revelação perdeu boa chance de gol e saiu de campo após uma expulsão infantil. "Tivemos a oportunidade de fazer quatro gols. Não fizemos e acabamos perdendo", conformou-se Robinho, em sua partida mais apagada no retorno ao Santos.

Já Neymar mostrou um lado desconhecido. A torcida, acostumada a vibrar com seus dribles, viu o atacante perder a cabeça e dar uma entrada desnecessária em Pierre, após o gol de empate santista por 3 a 3. Saiu de campo inconformado e calado, mas recebeu aplausos da arquibancada. "Acho que o lance foi para cartão amarelo. Na minha opinião, a expulsão foi injusta", defendeu o companheiro Robinho.

Quem teve boa atuação foi Paulo Henrique Ganso, que deu dois passes para gol e comandou os contra-ataques santistas. Mesmo assim, não evitou uma derrota que parecia improvável. "Vamos aprender com os erros. Quando se tem a chance de matar o jogo, é preciso matar. Ganhávamos por 2 a 0 e tivemos umas duas ou três chances e não fizemos", disse o meia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.