Robles confirma favoritismo nos 110 m com barreiras

Campeão olímpico não teve problemas para vencer a final com 13s06, sua segunda melhor marca do ano

EFE,

28 de julho de 2009 | 19h07

O cubano Dayron Robles conquistou nesta terça-feira a medalha de ouro dos 110 m com barreiras no Super Grand Prix de atletismo, em Mônaco.

O campeão olímpico não teve problemas para vencer a final com 13s06, sua segunda melhor marca do ano. A prata ficou com o americano Joel Brown, seguido pelo seu compatriota David Oliver.

Já no salto em altura a croata Blanka Vasic ficou com o ouro, em um duelo apertado com a alemã Ariane Friedrich, campeã olímpica.

Os 100 m rasos também tiveram uma disputa acirrada. O antilhano Churandy Martina venceu a prova com 10s07, apenas um centésimo a frente do americano Darvis Patton.

Na prova feminina, a jamaicana Shelly-Ann Fraser ficou com o ouro, com o tempo de 10s91, seguida por Debbie Ferguson-McKenzie, de Bahamas (10s97).

O francês Mehdi Baala, por sua vez, foi o vencedor dos 1.500 m em Mônaco, com 3min30s96 - terceira melhor marca do ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Dayron RoblesCubaatletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.