Robles é desclassificado e perde ouro no Mundial

Uma das finais mais esperadas do Mundial de Atletismo, que está sendo realizado na cidade de Daegu, na Coreia do Sul, teve o seu resultado alterado pela organização após a disputa. O cubano Dayron Robles venceu a disputa dos 110 metros com barreiras, realizada nesta segunda-feira, mas foi desclassificado por supostamente ter atrapalhado o chinês Liu Xiang.

AE, Agência Estado

29 de agosto de 2011 | 11h26

Robles completou a prova com o tempo de 13s14, mas foi desclassificado pelos juízes por ter tocado no adversário asiático ao saltar uma das barreiras. Assim, a medalha de ouro ficou com o norte-americano Jason Richardson, com o tempo de 13s16. Liu Xiang herdou a prata após completar a prova em 13s27. O bronze ficou com o britânico Andrew Turner, com 13s44.

A desclassificação atendeu a um pedido da equipe chinesa. Cuba reagiu e apelou da decisão. "Quando eu me aproximei do nono obstáculo, Robles me puxou. Isso me fez ficar lento", disse Liu Xiang. "No começo, eu pensei que seria o campeão ou pelo menos o segundo. Mas Robles me puxou", completou o chinês, em declaração dada antes do cubano ser punido.

SALTO COM VARA - O brasileiro Fábio Gomes da Silva terminou a disputa da final do salto com vara na oitava colocação, ao conseguir atingir apenas 5,65 metros. A prova foi vencida pelo polonês Pawel Wojciechowski, com 5,90 metros. A marca foi a mesma do cubano Lázaro Borges, que, porém, ficou com a medalha de prata por ter tentado mais saltos.

O pódio da disputa do salto com vara foi completada pelo francês Renaud Lavillenie, com 5,85 metros. Apesar do oitavo lugar, Fábio Gomes ficou satisfeito com o seu desempenho. "Dei o meu melhor e consegui uma boa marca. A meta era 5,80 metros [a melhor marca da sua carreira], não deu certo, mas foi bom", disse, em entrevista ao SporTV.

OUTROS RESULTADOS - A norte-americana Carmelita Jeter faturou a medalha de ouro na prova dos 100 metros ao completá-la em 10s90, superando a jamaicana Veronica Campbell-Brown, que ficou com a medalha de prata, com o tempo de 10s97. Kelly-Ann Baptiste, de Trinidad e Tobago, completou o pódio, com 10s98. A jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce, que era a atual campeã, terminou apenas em quarto lugar, com 10s99.

A neozelandesa Valerie Adams confirmou o seu domínio da disputa do lançamento de peso e faturou o tricampeonato mundial, com 21,24 metros. Ela também é atual campeã olímpica da prova. A bielo-russa Nadzeya Ostapchuk ficou em segundo lugar, com 20,05 metros, e a norte-americana Jillian Camarena-Williams faturou o bronze, com 20,02 metros.

QUADRO DE MEDALHAS - Com os resultados desta segunda-feira, os Estados Unidos assumiram a liderança do quadro de medalhas, com quatro ouros, três pratas e um bronze. O Quênia está na segunda colocação, com duas medalhas de ouro, duas de prata e dois bronzes. O Brasil ainda não subiu ao pódio após três dias de disputa do Mundial de Atletismo, que será encerrado no dia 4 de setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.