Rodrigo Pessoa fica em 16º lugar na Copa do Mundo

O brasileiro Rodrigo Pessoa conseguiu apenas a 16ª posição na final da Copa do Mundo de Hipismo, encerrada neste domingo, após três dias de disputa em Genebra, na Suíça. O título da competição ficou com o alemão Marcus Ehning, com Plot Blue, que já tinha sido campeão outras duas vezes - venceu também em 2003 e 2006.

AE, Agência Estado

18 de abril de 2010 | 14h41

Único cavaleiro do Brasil na disputa, Rodrigo Pessoa estava em busca do inédito tetracampeonato da Copa do Mundo, depois de ter sido campeão em 1998, 1999 e 2000, sempre com Baloubet du Rouet. Dessa vez, porém, o brasileiro competiu com Let''s Fly, um animal de apenas 11 anos, que participou pela primeira vez da competição.

Campeão olímpico individual em Atenas/2004 e duas vezes medalhista de bronze por equipes (nos Jogos de Atlanta/96 e de Sydney/2000), Rodrigo Pessoa terminou a disputa desta edição da final da Copa do Mundo com 21 pontos perdidos. Enquanto isso, Marcus Ehning levou o título ao conseguir a marcar de apenas seis pontos perdidos.

A final da Copa do Mundo teve uma decisão polêmica da Federação Equestre Internacional, que desclassificou o norte-americano Mclain Ward, porque a montaria Sapphire deu positivo para hipersensibilidade nos exames. Assim, ele não pôde competir neste domingo, mesmo estando, até então, na liderança da competição.

Agora, os próximos desafios de Rodrigo Pessoa na temporada são o Global Champions Tour, circuito que acaba em agosto, com o Athina Onassis International Horse Show, no Rio, e os Jogos Equestres Mundiais, competição que acontece a cada quatro anos e será realizada em outubro, nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
hipismoRodrigo Pessoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.