Rodrigo prepara substituto de Baloubet

O cavaleiro Rodrigo Pessoa, que ficou apenas na 26ª colocação no Mundial dos Esportes Eqüestres realizado setembro em Jerez de la Frontera, na Espanha, já está se preparando para um concurso em Kiel, na Alemanha, no próximo fim de semana. O brasileiro não vai saltar com "Baloubet", mas já avisa que não aposentou a montaria - a mais cara do mundo, que vale mais de US$ 5 milhões.Rodrigo vai montar a égua "Bianca", especialista nas provas de velocidade, o cavalo "Taylor Made" nas provas fortes e o cavalo "Hermés" na série intermediária."Tenho de avisar que não aposentei o ?Baloubet?. Só que preciso pensar no futuro. Ele já tem 13 anos e o ?Lianos? tem 15. Preciso preparar uma montaria para a próxima Olimpíada de Atenas/2004. Não que eu não possa usar ?Baloubet?. Ele está ótimo fisicamente, mas preciso deixar as coisas encaminhadas", afirmou.Desde os Jogos Olímpicos de Sydney/2000, quando Baloubet refugou na final, Rodrigo ficou sem títulos importantes - inclusive no Mundial, quando ?Baloubet? voltou a refugar.Sobre "Hermés", Rodrigo adiantou: "Certamente é a principal opção para a Olimpíada. O único problema é que tem 7 anos e em Atenas terá apenas 9. É difícil pensar em medalha de ouro com um cavalo tão jovem. Mas ele tem qualidades impressionantes. Se não der para buscar o ouro, vamos estar muito bem preparados para o Mundial/2006, os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro/2007 e os Jogos Olímpicos de Pequim/2008."Rodrigo tirou 15 dias de férias na Costa do Sauípe, na Bahia, antes da competição alemã."O ?Baloubet? está no ano de reprodução. Só voltarei a competir com ele no fim do mês ou no começo de novembro. Este é o primeiro concurso de inverno na Europa e serve apenas como preparação para os concursos mais importantes, como a Copa do Mundo, que será em novembro", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.