Rogério não joga e Bosco deve ser o titular amanhã

A lesão de Rogério Ceni é menos grave do que se pensava, mas suficiente para tirá-lo da partida de amanhã, contra o Guarani, no Brinco de Ouro. Segundo o médico do São Paulo, José Sanchez, foi apenas uma contratura muscular e o goleiro pode voltar domingo, no Morumbi, contra o Santo André - tudo depende da reavaliação médica, na véspera da partida. Em mais uma rara ausência do titular, o reserva Bosco não quer perder a chance de atuar contra o Guarani: foram apenas 25 partidas como titular em seus três anos no clube. "Sempre que sobra uma oportunidade a gente tem de aproveitar." De fora do banco de reservas na vitória sobre a Portuguesa, Bosco está recuperado da lesão na panturrilha direita. "O departamento médico me liberou e vou estar à disposição", garante. O técnico Muricy Ramalho, porém, ainda não confirmou o substituto do capitão são-paulino. O terceiro reserva Denis, de 21 anos, surge como opção. Recém contratado da Ponte Preta, o jovem goleiro entrou bem e foi elogiado pelo treinador em sua estreia, nos quinze minutos finais do jogo contra a Lusa. A braçadeira de capitão de Rogério também está vaga. Hernanes, que assumiu a camisa 10 nesta temporada, é um dos candidatos. "Nem estava pensando nisso, mas, se acontecer, é mais uma conquista", diz o volante. Afastado do último jogo por indisposição, o atacante Borges treinou ontem normalmente e reforça o time na partida de amanhã, em Campinas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.