Jesus Diges/EFE
Jesus Diges/EFE

Rogge agora reconhece que Bolt é 'lenda em atividade'

Dias após dizer que o atleta só poderia ser analisado após aposentadoria, dirigente volta atrás e elogia velocista

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2012 | 11h00

Depois de ver Usain Bolt ajudar a Jamaica a conquistar o ouro na prova do revezamento 4x100 metros da Olimpíada de Londres, com direito a conquista de novo recorde mundial, no último sábado, o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, finalmente reconheceu, neste domingo, que o velocista é uma "lenda viva" do atletismo.

Anteriormente, o dirigente havia dito que Bolt ainda não tinha o status de "lenda" e que a carreira do atleta precisará ser julgada quando ele parar de correr. Ele lembrou, por exemplo, que o norte-americano Carl Lewis ganhou medalhas em quatro olimpíadas seguidas e que o ex-atleta é um exemplo a ser seguido.

Neste domingo, porém, Rogge resolveu reformar a sua análise e admitir: "Deixe eu finalizar essa questão da seguinte forma: para dizer que Usain Bolt é uma lenda viva em atividade, ele é um ícone, é o melhor velocista de todos os tempos".

O próprio Bolt disse, ao conquistar o bicampeonato olímpico na prova dos 200 metros, após ter obtido o mesmo feito nos 100 metros, que se tornou uma "lenda viva" do atletismo. E, depois de faturar o revezamento com recorde mundial, o jamaicano mandou um recado irônico ao presidente do COI por meio da imprensa ao dizer: "Na próxima vez que você vê-lo (Rogge), acho que precisa perguntar a ele que outra coisa Usain precisa fazer que nenhum outro homem já tenha feito".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.