Rogge diz que Rio só foi eleito sede de Jogos por mérito

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, afirmou nesta quinta-feira, em Lausanne, na Suíça, que o Rio de Janeiro não foi eleita a sede dos Jogos Olímpicos de 2016 pelo fato de ser a primeira cidade da América do Sul a ganhar a eleição para abrigar uma edição da competição.

AE, Agencia Estado

14 de janeiro de 2010 | 13h17

"Ficamos felizes por ir para o Brasil e para a América do Sul pela primeira vez sabendo que esses serão bons Jogos, mas não escolhemos o Brasil porque a América do Sul nunca tinha feito uma Olimpíada antes", afirmou Rogge, em entrevista coletiva, para depois justificar os motivos da vitória carioca na eleição promovida pelo COI.

"Escolhemos o Brasil devido à qualidade (da candidatura). O propósito dos Jogos Olímpicos não é servir à opinião pública por um país ou uma região. Os Jogos estão lá para os atletas. Os atletas só têm em média duas chances de disputar uma Olimpíada, e nós queremos bons Jogos para os atletas", acrescentou.

Apesar de reforçar a sua opinião sobre o assunto, Rogge festejou o fato de o Rio de Janeiro abrir a porta dos Jogos Olímpicos para a América do Sul. "Se, ao mesmo tempo, nós podemos ir para uma região que nunca organizou os Jogos, ficamos felizes com isso", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaRioCOIJacques Rogge

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.