Emmanuel Dunand/ Getty Images
Emmanuel Dunand/ Getty Images

Romena medalhista no Mundial Indoor é pega no doping

Desde que entrou para a lista de substâncias proibidas, Meldonium está atormentando os atletas

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2016 | 15h09

Bicampeã mundial júnior dos 800m, a romena Elena Mirela Lavric é a protagonista do mais recente caso de doping do atletismo. Ela testou positivo para a substância proibida Meldonium em exame antidoping realizado durante o Mundial Indoor, em março, em Portland (EUA). Na competição, ajudou a Romênia a ganhar o bronze no revezamento 4x400m.

Sandu Ion, presidente da Federação Romena de Atletismo, foi quem revelou o resultado analítico adverso, em entrevista ao site local ProSport. Caso ela seja suspensa por doping, a Romênia perderia a medalha ganha em Portland.

Lavric era apontada como uma das maiores esperanças do atletismo da Romênia. Ganhou o Mundial Juvenil de 2007 e o Júnior em 2008 e 2010. Na Olimpíada de Londres, parou na semifinal dos 800m. Depois, caiu nas eliminatórias do Mundial de Moscou, realizado em 2013.

O Meldonium entrou no começo do ano na lista de substâncias proibidas pelo Código Mundial Antidoping. Desde então, mais de uma centena de atletas já foram flagrados em exames antidoping, com destaque para a tenista Maria Sharapova. A ucraniana Nataliya Lupu chegou a ser retirada do Mundial Indoor, antes de competir, também por testar positivo para Meldonium.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.