Fabio Motta/AE-18/1/2011
Fabio Motta/AE-18/1/2011

Ronaldinho arrasta multidão em Maceió

Flamengo dobra número de seguranças e está preocupado com superlotação do Estádio Rei Pelé, contra o Murici

Leonardo Maia, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

A Copa do Brasil é muito importante para os planos a médio e longo prazo do Flamengo. O clube quer retornar à Libertadores com Ronaldinho Gaúcho em seu elenco e a competição nacional é o primeiro passo rumo ao objetivo. O obstáculo inicial é o Murici, de Alagoas, hoje, às 22 horas, no Estádio Rei Pelé. Oportunidade de o Flamengo, que já arrasta multidões por onde passa no Nordeste, ter ainda mais repercussão com o craque escalado para a partida. Ontem à noite, 4 mil pessoas foram ao treino de reconhecimento do gramado feito pelo time carioca. Será o primeiro compromisso de Ronaldinho fora do Estado do Rio e precauções foram tomadas.

Para a estada em Maceió, o clube contratou o dobro de seguranças que normalmente leva consigo durante viagens. Serão 20 homens dando suporte aos traslados do time. A preocupação dos rubro-negros também gira em torno de uma superlotação do Rei Pelé. Do total de 17.600 ingressos, praticamente todos foram comercializados, mas certamente haverá um grande número de não-pagantes, o que pode trazer problemas.

Procurando se ater às preocupações dentro de campo, Vanderlei Luxemburgo já adiantou que não vai poupar nenhum jogador com vistas ao clássico de domingo com o Botafogo, pelas semifinais da Taça Guanabara. O técnico entende que a equipe precisa de entrosamento, principalmente Ronaldinho, que fez apenas três jogos.

"Foram poucos jogos pelo Flamengo e ainda estou tentando me adaptar, procurando o melhor ritmo de jogo. É isso o que falta, além de me entrosar com os novos companheiros", disse o meia-atacante, que apontou diferenças entre o futebol brasileiro e o europeu. "Estou me acostumando ao ritmo do futebol brasileiro. Preciso do ritmo certo para poder fazer tudo aquilo que espero fazer."

Vanderlei Luxemburgo não traz desfalques para o confronto, que pode ser decidido sem a necessidade do jogo de volta no Rio em caso de vitória rubro-negra por dois gols de diferença. São apenas duas ausências entre os reservas. O atacante Wanderley ainda se recupera de dores no joelho direito e o argentino Bottinelli luta contra uma torção no tornozelo. Ambos esperam ficar à disposição para o embate com o Botafogo.

Veja também:

linkFavoritismo não ilude Thiago Neves em estreia do Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.