Ronaldo, 400, pede aumento para 2010

Astro corintiano negocia valores maiores de patrocínio e salário para ganhar perto de R$ 2 milhões por mês

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

28 de agosto de 2009 | 00h00

O Corinthians precisava de um craque para apagar a passagem pela Série B. Ronaldo procurava um grande clube para retomar a carreira. O casamento entre ambos deu certo em 2009, com gols e a conquista de dois títulos. Agora, no entanto, prevalece o dito popular "amigos, amigos, negócios à parte". Seguir no trilho do sucesso em 2010 terá um ônus para o clube. O artilheiro negocia compensação financeira para ajudar o time na sua principal ambição: conquistar a Libertadores da América no ano do centenário.As juras de amor do começo da parceria agora dão lugar a reuniões profissionais para se chegar a um consenso. Até o início de novembro clube e jogador esperam definir a renovação do contrato por mais um ano. A previsão é de que os vencimentos do jogador batam na casa dos R$ 2 milhões por mês entre salários e os 80% dos patrocínios do calção e das mangas a que tem direito. A ideia para atingir o objetivo é, além do aumento salarial, fechar acordos maiores com os patrocinadores. Hoje, o vencimento em carteira é de R$ 400 mil (pagos pelo clube), mais R$ 10 milhões anuais dos parceiros. Cifras fora dos padrões do Brasil, mas dentro dos planos de Corinthians e Ronaldo. A ponto de todos mostrarem confiança em acordo rápido. "Tudo está caminhando muito bem, o cenário é de continuidade", garante Fabiano Farah, agente do jogador, que já teve duas conversas com o clube. "O Ronaldo abraçou o projeto e na hora certa vamos anunciar o novo acordo", acrescenta o diretor de Futebol Mário Gobbi. "Não vamos ter problemas quanto a isso."Com a chegada de Ronaldo ao Corinthians, o clube conseguiu os maiores acordos publicitários do País. Sua camisa vale surpreendentes R$ 39 milhões anuais, divididos entre Batavo (R$ 18 milhões), Nike (R$ 6,5 milhões), Hypermarcas (R$ 7,5 milhões com as mangas e axilas) e Grupo Silvio Santos (R$ 7 milhões com calção e ombro).Para a próxima temporada, as negociações já começaram. O Corinthians, por seu centenário e a disputa da Libertadores, espera expressiva valorização. A ponto de novas empresas já manifestarem interesse em substituir as atuais. "A plataforma Corinthians/Ronaldo é bastante vencedora e com sucesso, aumenta o apelo promocional e comercial", observa Farah.O agente chega a comparar o casamento entre atleta e clube a um sucesso de Hollywood. "Um grande lançamento, com bom roteiro, sempre necessita de investimento. Se ele dá certo, suas sequências - as partes 2 e 3 - são com valores maiores", avalia. "Nosso roteiro em 2009 foi tão bem executado que a tendência é ter um segundo capítulo de grande sucesso."Ronaldo é o artilheiro do time no ano, com 17 gols marcados, e deu enorme contribuição nas conquistas do Paulista (fez um gol na semifinal e dois na decisão) e da Copa do Brasil (marcou uma vez na final). O atacante se recupera de fratura na mão esquerda. Sua volta deve ocorrer no dia 12, contra o Coritiba, ou 20, diante do Goiás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.