''Ronaldo foi ofendido por diretores'', diz Vampeta

Vampeta é amigo de Ronaldo. Ambos foram campeões mundiais em 2002 e o volante vivia dando conselhos ao atacante, principalmente sobre o Corinthians. Ontem, em entrevista à rádio Jovem Pan, ele revelou que não foram apenas as dores que fizeram o atacante antecipar a aposentadoria. "Dentro do avião (de volta da Colômbia, após a derrota por 2 a 0 para o Tolima que custou vaga na Libertadores), Ronaldo estava dormindo e foi acordado por membros da diretoria, ofendido com palavras."

, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

As manifestações de violência da torcida, que escolheu o camisa 9 e o lateral-esquerdo Roberto Carlos como os principais culpados, também teriam contribuído, e muito, para a decisão, apesar de Ronaldo negar em sua entrevista de despedida que isso tenha interferido. Preferiu ser humilde, um gentleman, e não apontou culpados.

Ele teve o nome pichado no Parque São Jorge, foi alvo de muitas chacotas e ficou horrorizado com as cenas de violência dos torcedores contra o time, reprovadas por ele em sua saída, na segunda-feira. "A torcida é maravilhosa, mas não pode ser violenta, às vezes", reprovou. "As pessoas precisam saber que é apenas um jogo de futebol."

"O Ronaldo tinha decidido ficar no Corinthians até dezembro e, como ídolo do futebol mundial, ele merecia mais respeito", disse Vampeta, outra vítima da ira de alguns corintianos após queda na Libertadores, no caso dele, em 2000, após derrota nos pênaltis diante do arquirrival Palmeiras, nas semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.