Ronaldo, inspiração para Maurren

Saltadora diz que craque é exemplo e promete prestigiá-lo no domingo

Bruno Lousada, RIO, O Estadao de S.Paulo

13 de maio de 2009 | 00h00

Domingo de futebol, atletismo e de estrelas no Engenhão. Campeã olímpica em Pequim no salto em distância, Maurren Maggi é a principal atração do Grande Prêmio do Rio de Atletismo, que será disputado pela manhã na moderna pista do estádio, sem uso oficial desde 2007. Mais tarde (às 18h30), ela admitiu que vai pensar seriamente em assistir, no mesmo local, ao confronto entre Corinthians e Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. Não pelo espetáculo em si, mas pela presença de Ronaldo, de quem é fã. Maurren o considera um exemplo a ser seguido. "Ronaldo é um superatleta e temos a mesma idade (32 anos). Enquanto ele estiver em ação, vou indo também." A brincadeira prosseguiu. "Vou até indicar meu nutricionista para ele." Depois, falou sério. "Ele não está tão gordo assim. Caso contrário, não estaria fazendo tantos gols."Primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha de ouro em prova individual na história dos Jogos Olímpicos, Maurren traçou uma meta para chegar bem ao Mundial de Berlim, programado para agosto. Quer saltar, daqui em diante, acima da marca dos 7 metros - em Pequim, venceu com 7,04 m. "Assim, estarei sempre entre as medalhistas", acredita.Ontem à tarde, Maurren levou a filha Sophia, de 4 anos, para acompanhar seu treinamento no Estádio Célio de Barros, no Complexo do Maracanã. A menina roubou a cena. Pulou barreira, saltou sobre a areia, repetiu tudo o que a mãe faz. "Está no sangue, né?", comentou a saltadora, que competirá pela primeira vez no País depois do feito histórico em Pequim. RELEMBRANDO O PAN"Será legal voltar a competir no Engenhão", declarou, referindo-se ao local onde conquistou o ouro no Pan-Americano do Rio, em 2007. "Já até agradeci ao presidente do Botafogo (Maurício Assumpção) por liberar o nosso campo de trabalho." O clube carioca é o responsável por administrar o estádio.O QUE ELA DISSEMaurren Maggisaltadora medalha de ouro em Pequim"Ronaldo é um superatleta, e temos a mesma idade (32 anos). Enquanto ele estiver em ação, vou indo também. Vou até indicar o meu nutricionista para ele""Ele não está tão gordo assim, caso contrário não estaria fazendo tantos gols""Será legal voltar a competir no Engenhão"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.